8 de nov de 2013

Love Will Remember, Capitulo 5 -Balada

Liandra Narrando- 25/11 , 22 horas.

Já estávamos dentro da boate. Era a mais incrível de todas que eu já fui na vida !!
Eu, Cait, James, Jack, Fe, Math, Justin, Chaz, Christian, Ryan, e a Mel, namorada do Jack, todos estávamos nos divertindo muito, menos uma pessoa, a Devveron.
-Devveron, para! -Christian falou baixo mas eu escutei, porque estava do lado dele.
-Mas Chris, mô, eu quero ir pra casa. -Ela fez bico pra ele, que deu-a um beijo na testa e disse para esperar.
-Pessoal eu e a Dev já vamos ok ? -Ele falou e todos deram de ombros. Eu fui a única a dizer "Boa noite Chris,cuidado na rua" e ele sorriu saindo com a vaca.
-LET'S PARTY GUYS !- O DJ Gritou e todos começaram a pular, dançar, e a rebolar. (Le'ts party Guys : Vamos Festejar Galera , algo como isso. )
Fui até o bar, e pedi uma vodka pura. O barman me olhou desconfiado e eu mostrei minha identidade a ele, que assentiu e me deu a vodka. Ele é um gato haha.
-Ei.. -Chamei ele, que me olhou e voltou até mim. -Tá afim de sair um dia ? -Ele sorriu e me entregou um papel. O número dele.
-Me liga quando quiser sair linda. -Eu sorri e sai do balcão, indo até Cait, que dançava animada com Math e James.
-Oi amores, arrumei um encontro! -Falei animada, mas James e Math me olharam sérios. Eles nunca gostaram do fato de eu sair com meninos. São meus ciumentos
-Lizzie, quem é ? - James me perguntou meio aflito. Tinham 3 anos que eu não os via.
-É o carinha do bar. –Eu e Cait rimos da cara que eles fizeram quando eu falei isso, mas Math estava ficando vermelho. Muito vermelho.
-Math, você tá bem ?  –Ele não podia se estressar, ele tem problemas cardíacos. 
–Matthew me responde.
-Não muito pequena. Eu... tenho que ir pra casa. –Ele estava se curvando. Percebi que ele ia cair e o segurei antes disso.
-James, me ajuda. –James pegou Math pela cintura e eu o apoiei do outro lado.  Cait avisou aos meninos, e todos foram com a gente.  Justin ficou preocupado com Math, porque quando éramos mais novos, eles eram como irmãos que jamais se separam.
-Math, olha pra mim. –Falei  enquanto nós o colocávamos na minha cama. –Olha por favor Matthew.
-Fala pequena. –Ele abriu os olhos e eu vi o meu melhor amigo quase morrendo na minha frente.
-Fica aqui, não fecha os olhos ok ? –Ele assentiu e se deitou nas minhas pernas.  Caitlin tinha ido chamar o médico, e eu estava conversando com Math.  Ele estava melhorando mas eu sabia que se não cuidássemos disso, ele poderia morrer.
-Sabe princesa, eu sempre morri de ciúmes de tu. –Ele riu junto de mim. A risada dele é contagiante! –Eu te amo tá ?
-Também te amo Math, você é meu melhor amigo. –Ele sorriu com isso , e estendeu seu dedo mindinho, para fazermos uma promessa.
-Promete que sempre vai estar aqui pra mim ? Não importa onde ou quando ? –Ele me perguntou e eu sorri assentindo. –Promete?
-Sim , prometo Math. E você promete que vai se cuidar ?  Não quero ver meu chatinho doente. –Ele riu alto, e assentiu me dando um beijo na testa.
-Não quero te perder grandão. –Sussurrei , e senti ele respirar fundo.
-Eu também não quero te perder anjo.
Quando o médico chegou, Math estava dormindo mas ele o examinou depois de o acordarmos.  Math tinha que tomar fortes remédios, ou caso contrario poderia morrer.
-Vou na farmácia gente!  –Gritei pegando meus tênis e meu long.  Sim eu ando de long u.u (e a chata da autora também ahaha )
Justin estava na sala, e me viu saindo, e riu, pois sabia que eu ia demorar um pouco. Eu sempre demoro.
-Oi Drew, quer alguma coisa? –Perguntei indo até a cozinha. Ele respondeu um “não” bem baixo.
Sai e fui a farmácia comprar os remédios do Math. Mas acho que eu não deveria ter ido ali agora. Estavam assaltando a farmácia (não sei  o porque mas ok ) ,e quando eu entrei ali distraída , o cara se assustou e me deu um tiro no braço.
-AI PORRA! –Gritei de dor, e ele começou a pedir desculpas, até eu reconhecer aquela voz. Chris. -OQUE VOCÊ TÁ FAZENDO? PORRA GAROTO, SE ISSO PEGA NA MINHA CARA, EU VOLTO DO INFERNO PRA TE PERTURBAR! MALDITO! –Ele na hora abaixou a cabeça e devolveu as coisas e o dinheiro ao caixa, e saiu correndo pra algum lugar.
Eu fui correndo para o hospital mais próximo e logo retiraram a bala do meu braço. Voltei de taxi pra casa, e quando cheguei todos estavam espantados e Chris estava no canto da sala, de cabeça baixa.
-Oi gente, oque houve ? –Perguntei estranhando. Eles estavam muito quietos. –Caitlin oque aconteceu aqui  ?
-O Chris disse... que ele te deu um tiro no braço. –Ela falou e eu ri mostrando meu braço enfaixado. –Você tá bem amiga?
-To sim amor, se acalma. O Math acordou? –Perguntei e ela olhou pra escada. Vi um Math com o rosto triste, e chorando como se o mundo fosse acabar amanha.
-MATH ! –Corri até ele, e o abracei forte, fazendo-o rir muito. –Você tá bem ?
-To sim pequena, você está bem ? Seu braço tá doendo ? –Perguntou me examinando .
-To ótima bebê.
Depois de todos ficarem me enchendo a paciência, perguntando se eu estava bem, se doía ou não, eu pude dormir.


Justin Narrando 26/11 04:30 da manhã.
Não consegui dormir desde que soube que Christian deu um tiro na Lizzie. Ela chegou em casa ontem como se nada tivesse acontecido e sorrindo. As vezes eu acho que essa garota tem problemas sabe?
Ela dormiu comigo hoje, pois estava chovendo, algo que quase não acontece aqui, mas fazer oque se quando os pais dela foram mortos estava chovendo ? É né.
Estava quase saindo da cama, quando vi ela me olhar com a carinha dela de sono, e depois rir baixo, como sempre fez.
-Onde vai Drew? –Lizzie me olhava meio triste.
-Vou arrumar umas coisas princesa. Prometo que volto logo.
-Você me disse isso uma vez, e demorou dois anos pra voltar. – Sim, quando eu saquei que estava apaixonado por ela, eu me afastei , mas nunca consegui ficar longe.
-Quer ir comigo então? –Perguntei e ela sorriu se levantando rapidamente e indo pro quarto dela, pegar uma roupa pra ela.
Depois de 30 minutos saímos de casa. Eu tinha que fazer isso, mas como ela estava comigo, eu não pude fazer, apenas enrolar até ela ficar com sono de novo e a levar pra casa.
-Você ia só sair mesmo Justin ? –Curiosa como sempre, ela me olhava com aqueles olhos perfeitamente desenhados.
-É pequena, eu queria dar uma volta sabe? –Menti descaradamente. Ela desconfiou mas no final não ligou.
-Vou voltar pra cama Drew, boa noite. –Ri dela, que me deu um beijo na bochecha e subiu aas escadas.

Sai de casa novamente e fui a uma floricultura, comprar rosas roxas. Sim, essas são as favoritas dela.



Continuaa ! 
Sim,está uma bostinha, mas fazer oque ? Tenho que estudar né gente kk' enfim, comentem !! 9 comentários e eu continuo ;) Beijos, Ana

13 comentários:

  1. Ta tão sem Grança.... Da uma animada ae

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida , Ana aki
      acho q nao sabe oq é escrever nesse blog , ah é, pq nao sabe msm
      entao , faz-me o favor de dar uma ideia de cmo vc gostaria q fosse pq Eu nao tenho sempre criatividade ok ? Beijos @invisiblegirl_A

      Excluir
  2. Contiinuuuuuuuuuuuua *-*

    ResponderExcluir
  3. Contiiinuuuuuuuuua !!!

    ResponderExcluir
  4. Poostaa Maais !!!!! ((:

    ResponderExcluir
  5. AWNNNNNNNNNNNNNNNNNNN QUE FOFO!! CONTINUA PELO BIEBER AMADO!!

    ResponderExcluir