6 de nov de 2013

Losing Grip - Capítulo 19

Assim que abri os olhos percebi que havia dormido em cima de Justin, suas mãos se encontravam em meus quadris e eu conseguia ouvir as batidas do seu coração. Tentei me levantar sem acordá-lo, mas foi inútil.

-Já é de manhã? –ele perguntou ainda com os olhos fechados e um leve sorriso nos lábios.

-Sim. –sorri. –Eu acabei dormindo em cima de você. –eu então me sentei no sofá, Justin fez o mesmo.

Percebi que Justin estava com os olhos fixos em mim e quando olhei pra baixo me dei conta de que estava completamente nua. Tampei meus seios um pouco envergonhada e Justin apenas sorriu dizendo:

-Não se preocupe. Eles são lindos.

Fiquei o encarando por um tempo, eu ainda não acreditava que a noite anterior tinha existido.


Nós já estávamos vestidos e agora tomávamos café. Infelizmente, um silêncio constrangedor havia se instalado entre nós.

-Nós precisamos conversar. –Justin disse e sua voz soou estranha, devido ao tempo que ficou calado.

-Já está na hora. –eu disse logo após dar um suspiro.

Justin se levantou e foi até mim, logo em seguida me estendeu a mão e ambos caminhamos até o sofá, onde nos sentamos um de frente pro outro.

-Como você já sabe não fui eu que causei aquele acidente. –ele me encarava sério.

-Mas você sabe quem foi, certo? –eu estava nervosa, eu precisava entender tudo o que estava acontecendo.

-Sim eu sei. – ele media suas palavras, parecia que era difícil pra ele dizer tudo aquilo. –Quem causou aquele acidente foi... Foi –ele suspirou –Foi o meu pai.

-Como? –eu estava surpresa. Justin nunca me disse nada a respeito da sua família e de repente ele me diz que o seu pai causou tudo aquilo e ele foi pra cadeia sendo inocente?

-Eu sei que você não deve estar entendendo nada, mas eu vou te explicar tudo. –ele me olhou nos olhos durante um tempo e começou a falar novamente. –Meu pai foi contratado para causar aquele acidente, isso é o que ele faz, ele mata pessoas em troca de dinheiro.

-Então quer dizer que alguém o pagou para matar minha irmã e eu? –eu estava definitivamente muito confusa.

-Não. –ele deu uma pausa que me deixou ainda mais nervosa. –Na noite do acidente sua irmã estava dirigindo o carro do seu ...

-O carro do meu pai. –eu completei. –Então alguém queria ver meu pai morto. –Justin assentiu.

-Quando se tem muito dinheiro e muito poder as pessoas costumam fazer alguns inimigos, Claire. –ele dizia tudo bem devagar, como se pra ter certeza de que eu estava entendendo tudo. –Algumas vezes esses inimigos são cruéis e se aliam a pessoas ainda piores, como o meu pai. –eu sentia angustia no seu tom de voz.
-Se você quiser pode parar, Justin. –eu segurei sua mão.

-Eu preciso que você entenda. –seu olhar era profundo. Eu então assenti. –Quando eu voltei de viajem, eu fiquei sabendo desse acidente, estava em todos os jornais. Quando eu vi uma foto do carro que havia causado tudo aquilo eu o reconheci na hora. Era o carro do meu pai. Eu não o via havia muitos anos. Quando eu era pequeno ele saiu de casa e me deixou sozinho com a minha mãe. Quando eu fiquei mais velho ele me procurou algumas vezes e me ofereceu a oportunidade de trabalhar com ele, mas eu não queria, eu não queria ter o sangue de ninguém em minhas mãos. Quando minha mãe soube disso ela o ameaçou, disse que se ele me procurasse mais uma vez ela chamaria a policia. Ele então sumiu e eu não soube mais dele, até o dia em que eu vi aquela noticia no jornal. Eu fui atrás dele tirar satisfações, eu sabia o que ele era, mas eu não imaginava que ele se envolveria com pessoas tão importantes. –Justin deu uma pausa novamente e eu acariciava sua mão. –Eu não o encontrei em lugar nenhum. Então eu procurei saber quem eram aquelas pessoas, quem estava dentro daquele carro.

-Justin eu... –eu tentei dizer algo, eu percebi a tristeza em seu olhar e aquilo me angustiava tanto e me fazia tão mal.

-Eu estive no seu quarto enquanto você estava em coma. –ele continuou, me deixando surpresa novamente. –Eu senti tanto ódio dele, por destruir a vida de tantas pessoas. Como se não bastasse a minha. –Ele olhava para um ponto fixo e eu percebi seus olhos marejarem. –Eu observei você de longe durante um ano. Eu sabia o que você fazia, onde estava. Eu sentia a obrigação de fazer algo por você. Quando eu vi nos jornais que seus pais tinham te colocado pra fora de casa eu vi ali uma forma de fazer algo. Eu me mudei pra cá por sua causa, o emprego que você ganhou na empresa fui eu que consegui...

-Mas a Amber ... –o interrompi.

-Sim, eu sei. –ele continuou. –Ela te ligou e falou sobre o emprego, mas eu sabia que ela estava saindo com Brian, fui eu que disse a ele pra avisá-la sobre a vaga. A única coisa sobre a qual eu não tive controle foram os meus sentimentos, eu me apaixonei por você, Claire. E eu sentia que aquilo era tão errado, eu sentia a culpa que era do meu pai por você ter perdido a sua irmã. Por isso eu relutei tanto no inicio. Eu olhava pra você e eu me apaixonava cada dia mais, aquela menina mimada e cheia de vontades que eu tinha observado por tanto tempo se demonstrou uma mulher forte e encantadora. Quem não se apaixonaria por você, Claire?

Eu senti meus olhos arderem, ouvir aquelas palavras de Justin me deixaram de uma forma tão indescritível, saber como ele realmente se sentia em relação a mim era incrível.

-Quando eu achei que poderia estar com você, algo que eu não imaginava aconteceu. –ele ficou mais serio dessa vez. –Meu pai me procurou, ele me disse que as suspeitas em cima dele estavam enormes e que ele não sabia o que fazer. Eu disse que não me importava com o que aconteceria com ele, foi então que ele me ameaçou, ele me disse que se eu não o ajudasse a se livrar dessa, ele iria te machucar, ele sabia dos meus sentimentos por você e usou isso contra mim. –ele acariciou meu rosto de leve. –E eu não suportaria em hipótese alguma saber que ele poderia te machucar de novo. Eu então bolei um plano, eu fui até seus pais e contei a eles o que estava acontecendo. Eu fiz todos os indícios se voltarem contra mim, eu me incriminei e pedi a ajuda dos seus pais, que são pessoas influentes, para que eu fosse preso.

-Você é louco. –eu o olhei firme. –Você não deveria ter ido praquele lugar terrível por mim, Justin.

-Fo i a única forma que eu encontrei, Claire. Você acha que eu deixaria alguém fazer qualquer coisa contra você? –ele apertou minha mão. –Você não sabe do que meu pai é capaz. Eu não deveria ter saído da cadeia. Ele deve estar atrás de você agora.

-Não me importa. Eu não te deixaria lá, de forma alguma. Meus pais vão colocar pessoas atrás dele, ele vai ser preso, vai pagar pelo que fez. E você. –eu me aproximei. –Você vai ficar do meu lado, que é onde você deve estar. Por favor, não faça nenhuma loucura como essas de novo, Justin.

Ele apenas sorriu de leve e disse:


-Eu faço qualquer coisa por você, Claire. –eu então o beijei, doce e apaixonadamente. 

                                                                              ...         
Olá meninas. Capítulo bem grandão pra vocês. Finalmente todo o mistério foi revelado, mas algo me diz que muita coisa ainda vai rolar. Eu espero que tenham gostado e comentem bastante pra mim, por favor? Se tiver bastante comentário eu posto antes de quarta pra vocês. Um beijão e até o próximo.

26 comentários:

  1. OMG, EU TO SURTANDO! Que capitulo mais perfeito! Eu to começando a amar mais ainda as quartas feiras! Você é uma grande escritora, flor!

    ResponderExcluir
  2. MARAVILHOSO POR FAVOR TENTA POSTAR SEXTA FEIRA BJS

    ResponderExcluir
  3. MEUUUUUUUUUUU DEUS JAMAIS IMAGINEI ISSO! :ooooo TÁ PERFEITO!! CONTINUA PELO BIEBER AMADO!

    ResponderExcluir
  4. Jurava que tinha sido ela mesma que provocou o acidente !! Me enganou bem , ta perfeito posta antes de quarta pfvr
    Bjs gaby

    ResponderExcluir
  5. Nossa OMG. Não acredito o pai dó Jus que fez isso!! Que fofo o Jus protegendo a Claire.. Awnn amei. menina continua logo que eu quero ler. bjus
    @luh18gatinha

    ResponderExcluir
  6. crl q pika..... vc escreve muitoooo..... continuaa

    ResponderExcluir
  7. nossa que prefeito, continua !

    ResponderExcluir
  8. noosaa...chorei aqui! perfeito

    ResponderExcluir
  9. Perfeito u.u continua viu bjooos da brubs ♥

    ResponderExcluir
  10. AI QUE LINDOOOOO!! perfeitoooooo

    ResponderExcluir
  11. Mdssssss, cara todos os capítulos que você posta, você sempre arrasa *OO* CONTINUA PELO AMOOOR

    ResponderExcluir
  12. Que liiindo !! Posta o outro capítulo, esse imagine me envolveu desde o primeiro capítulo .

    Nicoli

    ResponderExcluir
  13. aaawb, que capitulo mais fofo !!
    Continuaaaaaaa ! :)

    ResponderExcluir
  14. HAAAAAAAA MEU DEUS TO SONHADO CONTINUA PQ ESTÁ TÃO DIVO *-* <3 BJS

    ResponderExcluir
  15. COOONTINUUA LIINDA TÁ MUIIIOIITOOOOO PERFEITOO TÔ AMANDO ! CONTINUUA PLIIIS SOU SUA FÃ NUMBER ONE

    ResponderExcluir
  16. Nossa que lindo
    e impressionante
    continue
    jujuba

    ResponderExcluir
  17. Nossa, que louca a história, mas é lindo o lado do Justin em relação a ela!!
    Continua, esta perfeito..

    ResponderExcluir
  18. Oi sou a JUJUBA preciso dizer que esta perfeito? Serio o amor deles e muito booooooom
    Enfim posta logo se nao eu morro

    ResponderExcluir
  19. DIVA, DIVA, DIVA continuuuuuua pf sou completamente viciada nessa fic, e ja tem um tempinho que você não atualiza ela né :( a mds eu preciso dessa fic eu preciso de cap novo por favor vai continua logo. eu amo essa fic eu amo você eu amo p que você escreve hauhsauauajsha você é boa mesmo ! Continua logo lindona bjs :)

    ResponderExcluir
  20. continua esta muito AMÁVEL kkkkkkkkkkk pô posta logo o proximo né n to afim de morrer de tanto esperar vc postar bjs

    ResponderExcluir
  21. sem cometários...mt boa

    ResponderExcluir