9 de nov de 2013

Capítulo Único


                        Aniversário de Namoro



                                                                                                   
- E eu ainda comprei um presente! Um presente para ele!
- Ashley, falou comigo?
Não, Ashley não estava falando com a mãe, ou com alguém. Fala consigo mesmo, tão irritada, tão nervosa. Por dois dias, não conseguira tirar o assunto da cabeça. E em todas as vezes, ou se xingava, ou... terminava chorando, lágrimas que ela arrancava com raiva dos olhos, nada de choro. Nada! Melhor ficar com raiva, de si mesma ou do namorado, daquele safado do Justin.
Se Ashley pensasse mais, em vez de explodir nas emoções, talvez descobrisse que nada era tão terrível ou tão definitivo.
Apenas uma discussão dois dias antes. Motivos? Excesso de confiança em si mesma, e muita pouca confiança no namorado. É que Ashley já havia comprado o presente do Aniversário de Namoro. Já havia planejado um passeio romântico, um extraordinário fim de semana. E Justin ia... viajar!
- Mas isso não vai ficar assim. Não vai, não vai. Eu vou...
- Ashley! Falando sozinha? O que aconteceu, menina?
- Nada, mãe. Nada...
Melhor, tudo. Ashley tivera uma ideia e seus ideias precisavam tomar impulso, virar ação. Pegou depressa o presente, no seu quarto. Papel caprichado, fita vermelha em volta da pequena caixa: uma caneta-relógio digital. Mal disse à mãe que ia sair. E saiu.
Justin morava perto. Já devia ter voltado do serviço: ele ajudava o pai todas as manhãs, mas era hora do almoço. Comprar presente do Aniversário de Namoro, e antecipado! Ashley nem ia ter namorado nesse dia... Novas lágrimas ameaçaram a cair dos seus olhos. Com a mesma mão que segurava o embrulho, limpou a água dos olhos. Chorar, não. Ficar com raiva, muita raiva.
O sobrado elegante onde morava. Bastava tocar a campainha. E nesse momento Ashley se descobriu com menos coragem do que supunha. E se fosse dona Pattie a atender, a mãe dele? Ia dizer o quê? ´´ Chame o canalha do seu filho? ´´? Ou o pai... mal conhecia seu Jeremy, coisa chata. Os segundos corriam, o presente ficando pesado nos seus dedos. Uma questão de honra. Entregava o presente, falava que... o que ia falar? ´´ Toma que é teu´´? Ingrato, me abandona assim, mas eu - EU ! - te comprei um presente e está aqui.
A janela do andar de cima se abriu, de repente. Não dava tempo nem de fugir, nem de se esconder.
- Ashley! O que você está fazendo aqui?
- Eu queria... queria falar com você.
E logo diante dela estava Justin, lindo no short sem camisa, como se o frio não tivesse efeito sobre seu corpo bonito.
- Entra logo. Parece que vai chover.
- Não, eu não quero entrar.
- Bom, então o que você quer?
Coragem?
- Tome. Eu trouxe para... você.
- Para mim? O que é isso?
- Eu já... já havia comprado. - Malditos olhos, que ameaçam fazer o contrário do que a gente pretende, assim coçando, no quase-choro. - É do dia. Do Aniversário de Namoro.
Ele pegou o pacote, cara de quem nem está entendendo, virou-o entre os dedos, olhou fixamente para ela.
- Ash, mas o que está acontecendo? Ainda é segunda-feira. O nosso aniversário de namoro é amanhã! Você pode me dizer...
Vergonha, choro, sensação de ridículo fizeram com que Ashley saísse correndo.
Surpresa, decisão, amor fizeram com que Justin saísse correndo atrás dela. Se alguém visse os dois, não ia entender nada: uma garota de seus dezesseis anos ia na frente, chorando. E um rapaz de short, naquele frio, ia atrás.
Se alcançaram na esquina.
- Me larga! Você vai viajar, você não gosta de mim, você...
- Quer deixar de ser boba e ciumenta, Ash? Ash, olha para mim!
- Não olho! Me solta, me solta!
Justin teve de ser decidido. Segurou nos braços dela, firme. Depois ergueu o rosto, os dois quase abraçados (ou brigando?) no meio da rua. Olhos vermelhos e úmidos de Ashley, castanhos e firmes de Justin.
- Viajar fim de semana não significa abandonar ninguém, Ash. Preciso ir porque meus pais também vão. Só isso. Não tem nenhuma ´´outra´´ nessa história. É só uma visita aos meus tios. Só isso. - ele repetiu. Ashley relaxou um pouco o corpo, mas Justin ainda precisava segurar seu rosto; de tanta vergonha, ela sozinha não teria coragem de encará-lo. - E quem falou que eu também não comprei um presente antecipado?
- Pra mim? - limpou as lágrimas. Justin a soltou.
- Não.. para o papa. No nosso Aniversário de Namoro, eu costumo comprar presente para o papa, sabia? 
- Não goza de mim...
Os dois riram. A chuva, que estava ameaçando cair há horas, começou. Fria, miudinha.
- Você vai ficar resfriado! Saiu assim, sem camisa...
- Pra ir atrás de você, eu saía até na neve.- Justin fez uma pausa.- Pra te dizer, sua tonta.. que eu te amo.
Ninguém que visse os dois iria entender coisa alguma: firo e chuva, e um rapaz de short beijava, esquecido do mundo, uma moça de olhos vermelhos. Um pacote de presente - uma caixinha - caído no chão da calçada, no meio dos dois, papel de dissolvendo debaixo da chuva. 
Mas não mesmo o presente do Aniversário de Namoro?

                                                     *******
Ok, a foto não tem nada a ver com a história e blá blá blá. Como essa semana eu sou a líder, resolvi postar e tals. Me digam o que acharam? Obrigada.
Beijinhos da Vics.xx


4 comentários:

  1. Lindo, faz maais ? Ameeeeeei simplismente isso!

    ResponderExcluir
  2. QUE LINDOOOOO!
    To jogada,muito perfeito!
    Faz mais pf :3

    ResponderExcluir
  3. AWNNNNNNNNNNNNNNNNN QUE LINDOOOOOO *-------*

    ResponderExcluir
  4. Que lindo esse momento <3

    ResponderExcluir