25 de dez de 2013

Letters to Justin Bieber



'' Oi, Justin,
Eu realmente não acredito em milagres de natal e talvez você nem saiba sobre isso.
Como estão as coisas por aí?
Sei que você não merece perder seu tempo lendo essa carta, mas eu realmente precisava que você soubesse o que estou sentindo.
Tudo se resume em uma única palavra: Saudade.
Talvez eu tenha sido um tanto egoísta por ter abandonado o Canadá e vindo para cá. Mas essa era uma oportunidade de ouro e eu não poderia recusar.
Vejo as crianças patinando no primeiro andar da Torre Eiffel, onde o lugar é próprio para o esporte, e me pergunto:'' Por que eu não vou lá patinar também? '' E então eu me lembro: Eu não sei patinar.
Acho que eu acabaria caindo só de tentar.
Mas, enfim, o que estou tentando dizer desde o início é que nada é tão bom sem você comigo. Eu olho pelo vidro da janela e vejo a neve caindo. Esse é bom da neve: ela sempre cai. Não importa como, ela nunca muda seu percurso. Sempre caindo, sempre. Eu queria que com a gente fosse assim também. Sabe, não para podermos cair, mas para nunca mudarmos de direção.
Não sei se minha vida seria melhor aí, mas com certeza seria melhor ao seu lado. É claro que Paris é um lugar lindo e, apesar de eu ter de usar dois casacos toda vez que saio na rua, eu gosto daqui.
Eu sinto sua falta, Justin, sinto mesmo. Você sabe como eu sou uma garota dura e não me entrego facilmente, mas com você foi diferente. Eu me entreguei para você desde o dia em que seu olhar quente inebriou o meu. Me lembro como se fosse ontem de quando eu entrei naquela sala de aula e nós trocamos olhares. Sei que eu fui muito rude com você quando nos conhecemos, mas a verdade é que eu não queria me apaixonar. Eu realmente não queria me apaixonar, eu pensava que já haviam muitos problemas em minha vida e meu lema era um só: Garotos só servem para quebrar seu coração.
 O colegial sempre fora cruel até eu te conhecer.
Nós brigamos muito porque nós somos bem diferentes, não é? Mas apesar de todas as brigas, desavenças e confusões, eu sabia que estava gostando de você e era por isso que eu não queria me deixar levar.
Você é diferente, Justin, você sabe que é. Você é o cara mais idiota que eu conheço, sério. E o mais bonito também. Só você para me fazer rir nos momentos em que eu não estava nem um pouco a fim.
Bom, eu queria me desculpar. É, essa carta não vai chegar a tempo, a não ser que haja um carteiro muito bonzinho que decida entregá-la. Ah, já ia me esquecendo! Nem assim vai dar para chegar a tempo porque tudo aqui em Paris está completamente congestionado devido à neve. Aliás, nenhum carteiro atravessaria a Europa inteira e depois a América para entregar esta carta. Com toda certeza ele iria preferir ficar em sua casa quentinha, num sofá aconchegante, enquanto sua mulher lhe enche de beijos e as crianças se aquecem em frente à lareira. Eu trocaria tudo no mundo para ter um natal assim.
Quero dizer, eu trocaria tudo no mundo para passar um natal assim com você.
Eu só queria te abraçar agora, te tocar, te beijar e dizer o quanto senti sua falta, o quanto você é especial para mim e o quanto você me completa. Mas isso não é possível no momento porque um oceano nos separa.
Você era tudo o que eu tinha e eu não sabia.
Eu estou me arrependendo amargamente de ter vindo para cá fazer essa droga de faculdade! Tudo bem que era o meu maior sonho na época e eu demoraria para me perdoar se eu não viesse, mas talvez tudo fosse diferente se eu tivesse ficado aí, com você.
Já tomei seu tempo demais, não é? Me desculpe, é que eu estou sentindo sua falta.
Há muito para falar sobre o que nós vivemos.
É isso o que eu mais quero no momento: Que haja um nós novamente, não um eu e você. Mas um nós, sabe. Nós dois, juntos.
Okay, eu vou parar de escrever porque senão vou ficar aqui até amanhã.
Obrigada por ter dedicado algum tempo da sua vida para mim.
Obrigada por me consertar. É, você me consertou. Antes eu era quebrada, eu tinha um coração quebrado e um sorriso também. Eu só fingia ser forte porque era isso que eu queria ser.
Obrigada por isso, baby. Sério, me ajudou bastante. Me ensinou a não fugir de tudo mesmo sendo isso o que as pessoas querem que você faça. Você me ensinou a seguir em frente e eu sempre penso em você quando eu tenho um problema. Não que você seja um problema, não é isso, mas é que você é a solução pra tudo na minha vida e eu sempre me acalmo quando tenho você em mente.
Ah, só mais uma coisa! Eu me formo no mês que vem, então se tudo ocorrer bem, eu logo logo posso voltar para o Canadá, voltar para você...
Quem sabe isso não seja um milagre de natal, não é mesmo?

                                                                                              Te amo. ''


*****************************************************************

Oi, babies. Aqui é a Vic. Antes que me xinguem por eu não ter atualizado Sweet Canadian, eu vou dizendo: minha vida está uma correria. De qualquer maneira, eu não poderia deixar de escrever algo sobre o natal, porque essa é a minha época favorita do ano. Eu tinha algo mais elaborado em mente, mas decidi postar isso porque eu queria postar alguma coisa logo. Sei que não ficou legal, mas obrigada por lerem. Vocês são as melhores. Ah! Criei um instagram, quem quiser me seguir, eu sigo de volta. Sou a @victst. E é isso.
Feliz natal, babies! Eu amo vocês.

Beijinhos da Vic. xx

2 comentários:

  1. Cinceramente, eu chorei com isso '-' não mexa com meu piscicologico assim menina u.u hehe

    ResponderExcluir
  2. AWNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN MEU DEUS ISSO PRECISA CONTINUAR SERIO MESMO!! AAAAAAAAAAAAAAH MEU DEUS!! CONTINUA PELO BIEBER AMADO!

    ResponderExcluir