20 de jan de 2014

World Of Chances, capítulo 2 - Musica

Terryene narrando (Terry aqui: ainda precisa colocar isso ?)
Nos dias que seguiram, foram todos a mesma coisa. Aula da velha chata Lee, História com o Sr.David, uma pequena pausa para comermos no almoço, e depois aulas extras.
Giullian estava passando mal desde ontem a noite. Claro, 3 garrafas de vodka!

Justin não soltou do meu pé hoje. Estava junto de Christian o baixinho, e Charles o mais alto.
Jayle estava nos olhando de longe, a muito tempo. Sim, isso está me incomodando, e muito.

-Justin, ela vai mesmo ficar me encarando? –Perguntei um pouco irritada. Ele olhou para Jayle, e voltou a me olhar. Seus olhos estavam escuros, e por um momento, pensei ver ele emanar uma luz violeta.

-Apena ignore-a. Ela sempre foi assim com novatas. –Ele deu de ombros, e estendeu a mão pra mim. Estávamos no pátio desse lugar. Aqui não tem sol. Não tem chuva. Não tem nuvens. Não tem nada!

Peguei a mão dele, e ele me puxou pra cima. Nossos corpos se chocaram fortemente, e ele passou a mão na minha cintura, me puxando mais pra perto... Pera, ele vai me beijar? Oi?

O empurrei levemente, e ele sorriu tímido (estranho, não? ), e assentiu, me dando um beijo na testa (estranho novamente) e me puxou pela  mão. Nossos dedos foram entrelaçados, e ele começou a correr estranhamente por causa das estranhíssimas calças que ele usava. Parecia que ele estava cagado (falo mesmo haha)!

Tinham uns 30 minutos que ele me puxava. Estávamos perto de uma sala, e pude ouvir música. Suave era a voz de quem cantava. Uma menina.

Entramos na sala, e vi Giullian cantando. Uma roupa branca caía perfeitamente sobre ela, e seus cabelos azuis estavam cacheados, fazendo-a parecer um anjo. Ela emanava uma luz branca e seus olhos estavam perfeitamente em um tom turquesa.

- Wow... –Falei baixo. Ela me olhou sorrindo, e me abraçou.

- Oi ! –Giullian me puxou pra cantar uma musica com ela. Uma musica MINHA! A olhei desconfiada. Ela anda mexendo nas minhas coisas!

Cantamos “ A Heart That Don’t Beat Anymore” (autora aqui: é minha mesmo meninas) . Justin nos olhava, e eu as vezes o olhava. Nunca senti uma energia tão boa, como hoje.

Quando terminamos de cantar, eu estava chorando. Escrevi essa musica pra um namorado meu. Ricardo. Ele fazia meu coração parar. Nós namoramos por 4 anos. Desde os meus 13. Sim ,até esse ano estávamos juntos, mas ele foi pra Itália, e nós nos separamos. 

Essa musica falava dos dias bons que tivemos, das besteiras que fazíamos, das nossas memórias... De tudo de bom, que passamos juntos. Sinto falta daquele sorriso de lado. 

- Terry! Acorda! -Ouvi Giu gritar, e caí sentada ao chão.

- Oi Giullian, desculpa. Só... Me lembrei de um sorriso branco. -Sorri abobalhada. Vi Justin me olhar triste (estranho), mas não liguei. 

Voltei para meu quarto. Não me sentia muito bem. Minha cabeça parecia que iria explodir a qualquer momento, e eu já estava com os olhos apertados de dor. 

Me direcionei ao banheiro que havia no quarto. Precisava de remédios, ou então desmaiaria. Antes mesmo de chegar ao banheiro, senti um vento frio, e olhei para trás. - Justin?- Sussurrei, e senti meu corpo ficar gelado. Justin tinha os olhos escuros como a noite de hoje. Mas por um momento, me senti segura olhando para eles.
Ele me olhava intensamente, e isso me incomodava muito.

- Terry, preciso falar com você. - Ele se sentou em minha cama, e eu fiz o mesmo. Minha dor de cabeça tinha desaparecido. Como se eu tivesse tomado os meus remédios. 

- Fale então. - Eu o olhava curiosa, e ele continuava a me encarar.

- Quer dar uma volta comigo ? - Ele me estendeu sua mão, e automaticamente eu segurei a mão dele. 

Ele foi até a janela do quarto, e removeu as grades com uma enorme facilidade, como se elas fossem de plástico. O olhei espantada, e ele apenas riu. 

- Como fez isso ? - Perguntei. - És um vampiro Justin? -Outra pergunta e um riso baixo de Justin foi escutado. 

- Não, não sou um vampiro Terry. -Ele me deu a mão, e se apoiou na janela, como se fosse pular dela comigo. - Segura firme em mim. 

E assim fiz. Segurei firmemente nele, como o mesmo me pedira. Ouvi um barulho, como se fosse pele rasgando, e ele pulou da janela comigo. 
Tentei gritar, mas mal consegui respirar quando ele pulou. Apertei mais meus olhos, e ele riu de mim. Olhei pra baixo, e voávamos. OI? VOÁVAMOS? 

- Justin como... ? - Não terminei a frase. Ele apenas riu, novamente. 

- Sou um anjo sua lerda. - Ele me deu língua, e eu ri. 

- Que massa! Sabia que vocês existiam ! Sempre acreditei! - Ele sorriu, e foi voando até a cidade. Era noite, e a pequena cidade estava iluminada lindamente.

                                                                  (...) 


- Achei que você fosse pirar com isso. - Estávamos na beira do Lago Spring.

- Na verdade, não Justin. Eu sempre fui facinada por anjos. - Ele assentiu. Seus olhos agora estavam azuis, e ele estava com as bochechas vermelhas. Estava frio, e eu estava muito agasalhada. Apesar de amar frio, eu não consigo ficar muito tempo no frio. 

- Vem aqui. - Ele me puxou pra perto dele, e me abraçou. Seu corpo quente me esquentou rapidamente, e eu fui sentindo meus olhos cada vez mais pesados. Em poucos minutos adormeci em seus braços. 

                                                                   (...) 


Acordei no meu quarto. As grades estavam no lugar, e Giullian estava me sacudindo desesperadamente. 

- Anda! Estamos atrasadas! - Ela me puxou da cama, e eu caí no chão. 

- AI! Tá  Giullian, calma! - Corri para o banheiro, e tomei um banho rápido. Coloquei uma roupa mais quente, e sai correndo com Giullian.

Fomos para a aula. E assim passamos o dia todo. Estranhamente, Justin não falou comigo o dia todo. Na verdade, ele não foi pra aula hoje. 
Entrei em meu quarto novamente, e aquele mesmo vento da noite passada voltou. Senti o cheiro do perfume dele e olhei pra trás. Ele estava ali. 

- Olá Justin. - Falei pegando um casaco. Fazia muito frio, e eu já disse que não suportava ficar muito tempo no frio. 
- Olá Terry. - Ele estava me olhando curioso. - Oque faz com esse casaco ? 





OOOI MENINAS!! Haha 
Sentiram minha falta? eu senti a de vocês :( :( 
desculpem não postar esses dias, estava sem pc :( :( 
enfim, como esse capitulo está bem grande, eu quero comentários ok ? 10 comentários pra eu continuar u.u 
Beijos beijos, Ana :) 
E quem quiser me chamar no whats pra ter prévias pode chamar lá : 022992617371 


5 comentários:

  1. AHH que perfeito <3 continua logo <3

    ResponderExcluir
  2. AI JESUUUUS Justin é um anjo mds mds mds, eu sempre quis ler fic que o Justin era um anjo (porque eu sempre digo que ele é meu anjo bahshs) não vou perder nenhum cap dessa fic, e eu vou te chamar no what pq sim u-u

    ResponderExcluir
  3. Espera. Como assim o Justin é "um anjo"? Ele é "do bem" né? E como ele foi parar nesse reformatório? Ele foi enviado para ajudar ela? E por que ele ficou curioso com relação ao casaco? O que tem demais nesse casaco? (e só eu que lembrei do filma Karatê Kid? ~~acho que é assim que escreve u.u~~) E o que o Justin ficou aprontando que não foi a aula? AAAHHH!! Tô curiosa *.* E o que será que ele foi fazer no quarto dela? Tenho a leve impressão que ele vai levar ela pra algum canto... Talvez um passeio... O.o Bom, acho que já deu para perceber que sou bem curiosa, né? :) Mas, serio, sei que tá bem no comecinho ainda, mas já estou amando essa fic, mal vejo a hora de ler o próximo *.*
    Bom, continua assim que puder. Bjos
    Daya

    ResponderExcluir
  4. Continua, esta perfeito e estou ansiosa pela continuação.

    ResponderExcluir
  5. Continua logo por favor!! Aiaia o Jus anjo!! Lindo!!

    ResponderExcluir