29 de mai de 2014

Classic - 11



Eu tinha algo como borboletas no estômago. Era uma sensação boa, porém agoniante. A minha vontade era de socar algo e correr até minhas pernas ficarem cansadas.
Jas ficara tão animada que foi dormir no apartamento de Luke. Não era como se eu aprovasse isso, eu o detestava. Mas Jas dissera que era por uma boa causa. Acho que ela estava tão animada quanto eu.
Eu estava totalmente exagerando.
Segundo Justin, este não era um encontro. Apenas dois amigos se divertindo juntos. Não era grande coisa, nada sobecarregado. Não é como se fosse a primeira vez que nós passávamos algum tempo juntos aqui. Era a primeira vez que ele pediu antes de vir.
Tomei um banho - o segundo do dia.
Limpei o dormitório e depois mudei de roupa três vezes, o que era realmente estúpido porque eu acabei me vestindo com uma calça de ioga e uma regata qualquer. Então eu passei muito tempo tentando arrumar meu cabelo, desejo para que ele não se rebelasse. Eu coloquei alguma maquiagem, tirei ela toda, e depois reapliquei.
Quando houve uma batida na minha porta, eu queria bater a minha cabeça na parede.
Justin parecia como ele sempre estava quando pisou no meu dormitório - absolutamente e indiscutivelmente divino. Vestindo jeans desgastados e uma camisa com alguma banda que já tinha sido esquecida há muito tempo. Em uma das mãos, havia uma pilha de DVDs e na outra uma saco que cheirava a comida chinesa.
Meu estômago roncou. - Oh! O que você tem aí?
- Todas as coisas que você está sonhando.
Mexendo os dedos, eu sorri. - Camarão frito?
- Sim. - Ele entregou o saco e eu corri para cozinha como uma criança morrendo de fome. - Eu trouxe um par de filmes; não tinha ideia do que você estava com vontade de assistir.
Puxando pratos do armário, olhei por cima do meu ombro. Justin passou a mão pelos cabelos castanhos, o que fez uma bagunça muito fofa. Ele me pegou olhando e seus lábios inclinaram-se ao lado. Eu desviei o olhar, corando. — Então, hum, o que você trouxe?
- Vamos ver... Nós temos uma boa seleção aqui. No gênero de filme de  terror, eu tenho os dois últimos filmes de Resident Evil.
- Dois filmes? — Coloquei os pratos no balcão.
Justin riu.
- Você não vai se livrar de mim facilmente.
- Droga. O que mais você tem?
- No departamento de comédia, eu tenho o mais recente filme de Vince Vaughn e Will Ferrell. Para a ação, eu tenho um filme de James Bond e outro em que tem um monte de merda de golpes. E eu tenho O diário de uma paixão.
Eu me virei, quase soltando os talheres.
— O diário de uma paixão? Você tem O diário de uma paixão?
Justin olhou para mim sem entender.
- O que há de errado com isso?
- Oh, não há nada de errado com isso. É apenas um... uh, um filme de menininha. - constatei.
- Estou bastante confiante na minha masculinidade e sexualidade, que posso dizer que Ryan Gosling está realmente um sonho neste filme.
Meu queixo caiu no chão.
A expressão de seriedade foi embora e ele começou a rir. - Estou brincando, eu não tenho O diário de uma paixão. Nunca assisti a esse filme. Não trouxe nenhum filme de romance.
- Você é um babaca. - revirei os olhos.
Justin riu de novo.
- Eu sei que já te perguntei - Justin começou -, mas qual o seu problema com os olhos? É algum tipo de tique?
- O quê? Oh, meu Deus, eu já disse que não!
- Diga-me, Hon. - Justin prendeu seu olhar brincalhão em mim. - O que é?
- Eu não sei, acho que é só uma mania idiota. - dei de ombros e depois abri as caixas. — Quanto é que você quer?
- Pegue o que você quiser e eu vou me virar com o que sobra. — Ele andou atrás de mim, e eu enrijeci. Minúsculos pêlos subiram na parte de trás do meu pescoço. Eu me movi, então eu estava em pé de lado. Ele inclinou a cabeça para o lado. — Você está tão nervosa.
- Eu não estou nervosa.
- É uma figura de linguagem.
Eu derramei um amontoamento de arroz frito e camarão no meu prato. - É uma figura de linguagem estúpida.
Justin parecia querer dizer outra coisa, mas mudou de ideia. — Que filme você quer assistir?
- Vamos com Resident Evil.
- Você está mesmo caçando o meu coração. — Ele pegou os dois DVDs e se dirigiu para a sala de estar. Meu olhar o seguiu. — Os zumbis venceram.
Suspirando, eu balancei a cabeça. Joguei a maior parte do camarão frito em seu prato e depois os levei para sala de estar, colocando-os na mesa. Justin foi até a TV, mexendo no leitor de DVD. Eu virei a lâmpada, dando-lhe luz na sala escura. Depois fechei as cortinas para que nenhuma luz da rua irrompesse o cômodo - O que você quer beber?
- Refrigerante está bom.
Eu fui até a cozinha e peguei algum refrigerante. Dei uma latinha pra Justin e fiquei com uma para mim.
O filme começou e eu me sentei no sofá, ao lado de Justin. Nós colocamos os pés na mesinha de centro e por um momento meu pé esbarrou no dele, sem querer, é claro. Eu não olhei para Justin para ver sua reação mas sabia que ele estava sorrindo. Me senti um pouco constrangida, não fora de propósito.
Alguns minutos depois e eu estava cansada. Meu dia tinha sido um pouco longo longo. Eu me aconcheguei no sofá e Justin comentou algo sobre o filme que eu não prestei atenção muito bem, mas concordei. Eu já tinha assistido àquele filme algumas milhares de vezes, não era como se eu quisesse vê-lo novamente.
Os comentários foram menores desta vez e minhas pálpebras começaram a cair. Cada vez que eu piscava, parecia demorar mais para reabri-las. Justin passou o braço no meu ombro, e eu afundei ainda mais no sofá, perto dele. Minha lateral descansou contra a dele, e eu pensei que eu deveria fugir para longe, mas ele estava quente, eu estava confortável, e de alguma maneira, eu me sentia muito preguiçosa para colocar algum esforço nisso. Além disso, ele não pareceu se importar. Se fosse assim, não teria ele se afastado ou me empurrado?



***************************************************
Oi, gatas da balada! Me desculpem pela demora, mas eu tava em semana de prova e eu meio que tinha entrado em um concurso pra um desfile e tipo, eu passei *O*. Agora vou fazer o ensaio fotográfico no sábado e eu tô morrendo de medo, porque tipo, é de casal e eu nem conheço o meu par direito. Enfim, me falem sobre vocês: Como foi a semana? Ah! Obrigada pelos comentários, eu fiquei muito feliz, muito feliz mesmo!

Jo: Claro!
Jas: É pra já :)
Gaby: Aaaah, obrigada, sua linda. Eu gostaria de ter mais tempo pra postar também. ):
Isa: Oi, gatinha! Seja bem vinda e espero que esteja gostando do blog. Obrigada, haha.
Lu: Awwn, Lu. Obrigada por isso e obrigada por comentar sempre também. Beijos!
Anônimo: Aaah, isso não é comigo, amor. ): Eu sou só uma escritora daqui, não posso mudar nada. Tente falar com a dona, eu não sei. O contato dela está em ''Contatos''. Beijos.
Rai: Prontinho, Rai!
Vic: Vic, sua linda, continuo sim, gatinha. Obrigada pelo comentário!
Evellin: Oi, linda! Tudo bem? Ai. Meu. Deus. Obrigada por isso. De verdade. Mesmo sem te conhecer, já te amo uaheuhaeuha. Obrigada, obrigada, obrigada. E que bom que você está gostando, é isso o que eu tento fazer e é muito gratificante saber que está dando certo. Beijos, linda!
Nath: Huaheuha, claro, Nath. Obrigada. :)
Unknown: Me desculpa, eu tava muito atarefada kkk. Mas não se preocupe, eu não vou abandonar essa fic nem se eu quisesse! Obrigada, linda.

É isso, gatinhas! Amo vocês. Beijinhos da Vic. xx






7 comentários:

  1. Nossa chic vc heimm kkk Modelo Mas enfim mais um cap. top ta mt bom eu to amando e continua logo por favor!! Bjis fica bem ate.

    ResponderExcluir
  2. Como eu amei esse cap tão fofo ela dormindo juntinho com o juss !! Continua logo pfvr !! Bjs gaby

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh Vic sua linda, ansios pro proximo capitulo, socorro!!!
    Continua bem rapido PELO BIEBER AMADO <3 beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Eu aei q sou gatinha u.u xjdktjdd continuuaa amr ta mt bom to amando <3<3<3

    ResponderExcluir
  5. Oi, eu sei que é chato pedir isso mais eu gostaria muito que vcs lessem tbm minha fic http://eternareality.blogspot.com.br/ e a dona do blog vc troca divulgação? to precisando muito que pessoas leêm o que eu escrevo, por favor!

    ResponderExcluir