30 de ago de 2013

Losing Grip - Capítulo 09

Segui pro banheiro e depois de tirar minha roupa, me coloquei debaixo do chuveiro e deixei que a água caísse em meus ombros. Fiquei ali durante um longo tempo, pensando e de certa forma me culpando. Estava tudo indo tão bem. Por que eu tinha que estragar tudo agora? Por que eu nunca consigo esperar? Tentei imaginar um motivo pra Justin ter reagido daquela maneira ao beijo que eu lhe dei. Talvez ele tenha namorada. Ou tenha acabado de sair de um relacionamento e não queira se envolver com ninguém por enquanto. Talvez ele tenha se assustado. Talvez ele seja gay. Oh céus, gay não! Depois de especular vários motivos pro seu pedido de desculpas, eu pensei no mais obvio e mais doloroso ao mesmo tempo: Talvez ele, simplesmente, não sinta atração nenhuma por mim.

Saí do banho e após me vestir fiquei no sofá lendo. Uma revista claro. Não sou do tipo de pessoa muito interessada em livros. Mas não consegui me concentrar em uma palavra sequer, eu passava as paginas sem ter nenhuma noção do que elas continham. Mesmo que meu beijo tenha sido rejeitado, eu não conseguia parar de pensar nas borboletas que senti no estomago quando meus lábios tocaram os de Justin. Eram tão macios e tão rígidos ao mesmo tempo. Fiquei pensando como seria ser realmente beijada por ele, quando ele te puxasse pra mais perto e te apertasse querendo te trazer cada vez mais pra perto dele. Como seria vê-lo sorrir após o beijo e acariciar seu rosto e ... Ai meu Deus!!! Eu preciso parar com esses pensamentos. Estou parecendo uma boba apaixonada. Eu sou uma boba apaixonada? Não, não pode ser. Eu não me apaixono, não é assim que as coisas funcionam comigo. Mas que droga é essa? O que esse cara fez comigo? Decidi dormir pra afastar esses pensamentos. Pela minha situação, logo eu estaria dando nomes aos nossos futuros filhos. Será que eu chegaria a esse ponto?

Acordei no dia seguinte e tomei meu café. Procurei novamente uma roupa mais formal e dessa vez calcei sapatilhas. Quando estava saindo do apartamento dei de cara com Justin, que me olhou extremamente sem graça.

-Ah ... Oi, Claire. –ele deu um sorriso torto.

-Oi, Justin. –eu disse séria. Não queria parecer grossa, mas o que ele me disse no dia anterior tinha me magoado.

-Você está indo pro trabalho? Quer uma carona? –ele parecia bastante apreensivo.

-Eu acho que é melhor que ônibus. –eu disse e ele sorriu, fazendo com que um meio sorriso brotasse no meu rosto.

Descemos de escada sem dizer uma palavra e no carro não foi diferente. Diante daquele silencio torturante eu resolvi ligar o rádio, estava tocando Halo da Beyoncé, decidi não mudar de música.

-It's like I've been awakened.Every rule I had you breaking.It's the risk that I'm taking.I ain't never gonna shut you out (É como se eu estivesse despertando.Todas as regras que eu tinha você está quebrando.É o risco que eu estou correndo.Eu nunca vou te calar) –eu estava cantarolando a música e percebi que ela continha um pouco do que eu estava sentindo. Decidi então mudar, antes que o clima ficasse ainda mais tenso. Uma musica animada começou a tocar.

Cerca de vinte minutos depois Justin já estava estacionando o carro na garagem da empresa. Eu tinha saído do carro e estava prestes a seguir meu caminho quando senti minha mão ser segurada.

-Claire. –ouvi sua voz me chamando e me virei.

-Sim? –eu estava com os olhos vidrados nos dele.

-Me desculpa por ontem. –ele abaixou a cabeça.

-Pelo beijo? –eu disse irônica, mas me arrependi assim que ele me olhou nos olhos novamente.

-Por ter me desculpado daquela maneira. –ele baixou rapidamente o olhar. –Eu sei que te magoei.

-Esquece isso. –eu disse simples e de fato queria esquecer. Eu me sentia tão bem perto dele que não queria que nada estragasse isso.

-Amigos? –ele me olhou sorrindo.

-Amigos. –eu suspirei. Eu não queria exatamente uma amizade com ele, mas se era isso que eu tinha estava tudo bem , por enquanto.

Justin me levou até minha sala e me apresentou a uma mulher (muito bonita que não parava de sorrir pra ele e enrolar a ponta dos cabelos nos dedos das mãos) que me ajudaria no meu primeiro dia.

-Sou Claire. – eu disse e lhe estendi a mão.

-Hanna. –ela sorriu simpática, mas assim que Justin deixou a sala sua expressão mudou. –Não pense que terá qualquer tipo de privilégio só por ser quem você é.

-Eu nem pensei nisso. –franzi o cenho sem entender o porquê de toda aquela agressividade.

-Muito bem. –ela jogou uma pilha de papeis em minhas mãos. –Preciso de cópias de tudo isso. Acho bom começar logo, a copiadora fica no final do corredor. –ela sorriu cínica e se sentou no eu presumi ser sua mesa.Ótima forma de começar o dia, pensei.

Eu sempre achei que fazer cópias era fácil, mas eu estava extremamente enganada. Aquela maquina parecia impossível de ser operada, como alguém conseguia fazer aquilo. Eu não conseguia achar os botões certos pra apertar e eu sempre fazia com que o papel agarrasse. Eu estava sendo derrotada por uma maquina de tirar xérox e isso era totalmente humilhante.

Depois de muito tempo parece que, finalmente, aquela coisa resolveu cooperar comigo e funcionar quase que perfeitamente.
-Está indo tudo bem? – ouvi a voz de Justin atrás de mim e me virei.

-Não exatamente. –fiz uma careta e ele riu de leve.

-Essa maquina é complicada nos primeiros dias. –ele sorriu. – Logo você pega o jeito.

-Você também teve problemas?

-Se quase explodir essa coisa pode ser chamado de problema. –ele riu me fazendo rir junto.

-É meio tenso o primeiro dia de trabalho. –o encarei séria dessa vez. –Principalmente pra mim. Parece que todos esperam que eu falhe.

-Ei, também não é assim. –ele se aproximou. –Eu torço pelo seu sucesso e sei que você é capaz de alcançá-lo.

-Pelo visto só você.

-Já é um começo. –ele sorriu.

Ficamos um tempo em um silencio constrangedor e Justin finalmente resolveu falar alguma coisa.

-Quero te levar em um lugar hoje. –eu o olhei curiosa. –Me espera depois do trabalho?

-Claro. –sorri. –Mas posso saber aonde vamos?

-Surpresa. –ele piscou pra mim e sorriu em seguida, fazendo com que minhas pernas ficassem um pouco bambas. Logo depois saiu dali, me deixando novamente sozinha com a copiadora.

Fiquei o restante do dia tentando imaginar onde Justin queria me levar. E um pouco apreensiva, as ultima vez que saímos juntos não foi exatamente do jeito que eu queria. Mas por outro lado eu estava louca pra encontrá-lo logo, ficar com ele me fazia muito bem. Quando o expediente finalmente acabou era hora de ir embora, o encontrei no estacionamento. Ele estava encostado no carro e assim que me viu me lançou um olhar que me arrancou um suspiro, por sorte, ele pareceu não ouvir.

No carro fomos conversando sobre meu primeiro dia de trabalho. Era estranho falar sobre isso, eu nunca fui o tipo responsável e confesso que estava sentindo um pouco a falta da minha vida cheia de festas e viagens. Depois de cerca de  quarenta minutos Justin começou a subir um morro, quando chegamos no topo percebi que estávamos no mirante da cidade.

-Você me levou pra conhecer seu lugar preferido, agora é hora de conhecer o meu. –ele disse. –Mas se por acaso já tiver vindo aqui, finja estar surpresa . –ele fez uma careta que me fez rir.

Descemos do carro e eu me deparei com as luzes da cidade. Era maravilhoso ver Nova York do alto.

-Esse lugar é incrível. – eu disse sem me virar pra ele.

-Você está fingindo? –ele perguntou.


-De jeito nenhum. –sorri e o olhei dessa vez.  Seu olhos refletiam as luzes e ficaram ainda mais belos. Estar tão perto dele me deu vontade de beijá-lo de novo, mas eu não estragaria tudo dessa vez. Percebi que precisava ir com calma com Justin, não queria afastá-lo, eu não conseguiria não estar perto dele. Acho que isso é o que chamam estar apaixonado. Eu não sei muito bem o que as pessoas sentem nesses casos, mas se eu não estivesse apaixonada por ele eu desconhecia totalmente o significado dessa palavra.

                                                                                                ...
Olá minhas lindezas. Como estão? Gostaram do capítulo? Eu espero que sim, to fazendo tudo com muito carinho. Por hoje é isso, não tenho muito o que falar. No próximo capítulo eu volto a divulgar os blogs. E eu sei que é meio chato isso, mas posso pedir 30 comentários?? Fácil fácil pra vocês. Até o próximo capítulo e digam o que acharam, se estão gostando ou não. Beijooo.

33 comentários:

  1. Coooooooontiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinuuuuuuuuuuuuaaaaaaaaaaaaaa peeerfeiitoooooooooooo . uuuuuuuuuuuuuuuuhuuuuuu !

    ResponderExcluir
  2. Cooooooooooooooooontinuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Continua está perfeita beijus fofa.
    Nina

    ResponderExcluir
  4. ELES PRECIRAM IR PRA CAMA KKKKKKKKKKKKKKKKKKK CONTINUA PLEASEEEEE

    ResponderExcluir
  5. Cara eu to amando essa #ib *--------*

    continuaaaaa

    ResponderExcluir
  6. Vei Claire e Jubs já tão de boa hehe, e Hanna já não gostou da Claire, eu acho que sei o pq, e vei imaginem NY do alto, sonho. Continua logo anjo, Bjs

    ResponderExcluir
  7. Vei Claire e Jubs já tão de boa hehe, e Hanna já não gostou da Claire, eu acho que sei o pq, e vei imaginem NY do alto, sonho. Continua logo anjo, Bjs

    ResponderExcluir
  8. Aaah pft , continua.. Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Ai que amor ela tá apaixonada kkk só que não ela tá é ferrada kkkkkk coitadinha kkkkkkk mas esses dois são muito fofs cara to muito apx por eles kkkk cute demais ok eu amei esse cap pode continuar quando puder bjs bjs <3 -@belieberhaswagg

    ResponderExcluir
  10. Per-fect kkkk continua linda <333

    ResponderExcluir
  11. Coontinua .uuuuuhu perfeito

    ResponderExcluir
  12. TA PERFEITO, CONTINUAAAAAAAAAAAA
    INDICA MINHA FANFIChttp://animespirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-idolos-justin-bieber-bad-girl-1081766/capitulo1

    ResponderExcluir
  13. JESUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUR! CONTINUA PELO BIEBER AMADO!

    ResponderExcluir
  14. Continua pfvr ! Muito pfto

    ResponderExcluir
  15. Continueeeeeeee
    Pelamor escreve muitooo

    ResponderExcluir
  16. Gostei, mas estou com uma Hera preguiça de comentar
    então beijos da Jujuba

    ResponderExcluir
  17. adorando continuaaaaaaaa =)

    ResponderExcluir
  18. Onwwww q perfeito <3 continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  19. a tem q ser 30 mesmo n pode ser 28?????????? eu quro ler logo entao quando tiver 30 vc posta no mesmo dia u.u kkkkkkkkkkkkk amei o cap. bjs

    ResponderExcluir
  20. Está mesmo lindo, estou a amar a historia, é diferente...continua

    ResponderExcluir
  21. quero que eles transem logo

    ResponderExcluir
  22. Aaaaaaaaahhhhhhhhh meu deus nao consigo esperar mais, continua logo

    ResponderExcluir
  23. oi, tudo bem??
    Eu queria lhe pedir um favor se não for incomodo, pedir para vocês divulgarem pra mim meus blogs http://imaginejcats.blogspot.com.br/
    http://i-imagine-mahomie.blogspot.com.br/
    http://amantesdokevins.blogspot.com.br/

    Agradeço desde já!!

    ResponderExcluir
  24. então já passou de trinta comentários acho que já pode posta o próximo cap U-U

    ResponderExcluir
  25. nao pare de ler ou voce morrera em 2015 um homem chamado carlos tushkia morreu em seu quarto foi assassinado por um espirito ele ignorou uma mensagem e foi morto depois desse dia ele atormenta pessoas que ignoram esses tipos de mensagens e quem ignorar isso sera morto essa madrugada enquanto dorme repasse para 10 posts e sua vida estara sal

    ResponderExcluir