16 de ago de 2013

Chosen • capítulo 6 • o jogo - parte II

aqui o link do capítulo 6, deem uma lidinha antes, para refrescar a memória.

As coisas começaram a mudar a partir daí. Quando vi a bola livre rolando devagar até meus pés, invés de ignorar e esperar que alguém a pegasse, como havia feito até então, corri com pressa para ter certeza que ninguém chegaria antes. Agarrei-a com força e sem pensar duas vezes, joguei-a utilizando para isso a maior quantidade de força que eu consegui extrair no momento. O resultado foi certeiro e eficaz. Acertei um dos maiores e mais habilidosos do time do Justin bem no meio do seu rosto. Não pude conter que um sorrisinho satisfeito brotasse meus lábios, não por ter proporcionado dor àquele garoto, mas sim pela expressão surpresa no rosto do Justin, assim como no resto do time, não só no dele, como no meu.

- Não é que a Hammings estava escondendo o jogo esse tempo todo?! - um dos meninos do time adversário mais exclamou do que questionou. Aquilo fez aumentar meu sorriso enquanto eu assistia o pobre garoto com o rosto inchado sair do campo, resmungando provavelmente alguns palavrões para si mesmo.

- Já estava na hora de começarmos a jogar de verdade - Justin disse diretamente para mim, com as sombrancelhas franzidas em um sinal de raiva - isso vale para nós dois.

Ignorei a ameaça e voltei a atenção para o dono da mão que tocava meu ombro, e que aguardava meu olhar com um sorriso radiante no rosto. Jay apertou o lugar que segurava com carinho, num gesto de aprovação. Não era necessário que ele dissesse nada, podia perceber a admiração clara em seus olhos azuis, intensificados pelos raios solares que nos cobriam naquele campo completamente exposto ao sol forte daquela tarde.

E assim o jogo decorreu. Fazia o máximo para pegar a bola todas as vezes que ela era lançada em nossa direção, e na maioria das vezes acertava algum alvo. O jogo estava voltando a se equilibrar. Após 20 minutos desde que comecei a jogar de verdade, restavam apenas 5 jogadores em nosso time, e 7 no deles.

Passando-se mais alguns minutos de jogo equilibrado, ambos os times estavam exaustos de mais para que se conseguisse manter um jogo descente, então, pedimos tempo. Cada time se reuniu em seu lado da quadra, bebendo um pouco d'água que os jogadores que já haviam saído trouxeram, e conversando sobre estratégias de jogo. A nossa se manteve a mesma: a velha e clássica estratégia de segurar o máximo de bolas possíveis, e jogá-las antes que eles pudessem correr para o fundo da quadra, sem ao menos os dando tempo de pensar. Outro ponto importante da nossa estratégia era não deixar que eles mantivessem a posse da bola. Assim, eles nos cansariam rapidamente.

Após os 5 minutos de descanso, os times se reuniram novamente no meio da quadra e bola foi entregue ao time do Justin, pois eram eles que a tinham antes do intervalo. Ao passar meus olhos pelos jogadores do time adversário, notei uma forte diferença em cada um deles: um aumento súbito de confiança. Algo no rosto deles, no jeito de se movimentarem inquietos enquanto a bola ainda estava parada expressava segurança e competitividade;e ra como se estivessem prestes a jogar a final de uma copa do mundo. Porém era apenas um jogo. Um simples jogo em um reformatório qualquer pelo mundo. Nada importante. Meu time se mantinha o mesmo de antes, animado e determinado, mas não do jeito absurdo do time adversário. Era como se eles tivessem tomado algo que os deixaram extremamente competitivos e malucos...

Enquanto me perdia em meus pensamentos, não havia percebido que o jogo tinha recomeçado, e por pouco me safei de levar uma bela bolada no rosto. Mais uma vez agradeço aos meus bons reflexos felinos. Não sei do que seria do meu corpo sem vocês. Por azar (e por sorte minha), a bola acertou com o mesmo efeito que teria em mim uma garota que estava logo atrás das minhas costas, provavelmente se escondendo por saber que eu era a melhor em agarrar bolas do time. Seu pensamento teve efeito contrário. Logo após o impacto, seu corpo já estava caido ao chão, e ela mal conseguia manter seus olhos abertos. De longe essa havia sido a arremessada mais forte do jogo. Cinco vezes mais forte do que qualquer bolada dada no primeiro período do jogo, e que deveria ter me acertado. Por um momento me senti mal pela garota, mas antes ela do que eu, pensei. Ajudei-a a levantar, e com dificuldade ela conseguiu chegar até o banco dos que haviam sido eliminados. Ao chegar lá, logo um dos outros entregou uma bolsa de gelo que ele utilizava no braço que havia sido acertado por uma potente bola do time do Justin. Como eu, ele deve ter percebido a intensidade mil vezes maior da bola.

Voltei minha atenção ao lançador da bola. Justin tinha um sorriso satisfeito em seu rosto, o mesmo estampado nos lábios dos outros jogadores do seu time. Senti um ódio súbito em meu corpo, e o fitei com um olhar raivoso. Assim como eles haviam feito comigo, peguei a bola que estava parada um pouco perto de mim e a lancei no campo adversário, despertando todos para o jogo novamente. Por pouco a bola não acertou o Justin, mas acertou um dos jogadores do seu time.

- Vamos jogar de verdade, Hammings - Justin disse em um tom desprezível, indo atrás da bola.

- Vamos, Bieber - respondi no mesmo tom, tratando de me afastar.

O jogo continuou como antes. Das poucas vezes que eu pegava a bola, na maioria eu acertava alguém, mas o outro time ainda tinha vantagem. Em pouco tempo, estávamos apenas eu e Jason contra Justin e dois de seus amigos: Ryan e Chaz. Em uma de minhas oportunidades, agarrei a bola com força e a joguei de volta sem pensar duas vezes, acertando Ryan bem na barriga. Justin não deixou de dar o troco; num movimento rápido, sem esperar seu amigo sair do campo, ele se apossou da bola e jogou com toda sua força em minha direção. Mesmo eu conseguindo segura-la, o efeito não foi diferente se eu não tivesse a agarrado. Ele me acertou bem no meio da barriga, tirando todo meu fôlego por alguns momentos. Com as poucas forças que restaram, eu segurava a bola, mesmo quase morrendo, não daria o gosto para ele de ter conseguido me acertar. Tinha intenções de continuar, mas minhas pernas fraquejaram e por pouco não cai. Não cai por que os fortes braços de Jason envolviam minha cintura, me dando um pouco mais de estabilidade. 

- Você ta bem? - Jason perguntou meio que em sussurro, num tom preocupado.

- Eu...

Não consegui responder. Senti meu mundo dar voltas e eu não conseguia manter meu olhar constante; era como se tudo se movesse rápido de mais para que eu conseguisse acompanhar. Exitei em cair novamente, mas Jason continuava me segurando, dessa vez com os dois braços de apoio, me agarrando com força.

- Não aguentou uma boladinha, é?! - Justin disse intencionalmente alto, mas com o rosto voltado para o seu amigo Chaz. O mesmo apenas deu uma risadinha fraca. Era incrível a capacidade que esse idiota tinha de me fazer ter vontade de voar em seu pescoço, mesmo mal me aguentando em pé.

- Cala a boca, imbecil - Jason disse raivoso, voltando seu olhar mortal para ele. Obrigada por falar o que eu não conseguia no momento, Jay.

Ele me levou até o bando dos "queimados" e me deixou descansando, e após dar um beijo carinhoso em minha cabeça, voltou ao jogo com mais raiva e ambição do que antes. Jason realmente me tratava como se fosse sua irmã mais nova, aquela que ele fazia questão de proteger e cuidar acima de tudo, mas às vezes também parecia que ele queria algo mais que isso...

Nos poucos momentos em que não estava delirando de dor, minha atenção se voltava para o jogo. Absolutamente chato e indefinido. Bola para lá e bola para cá. Ninguém acertava ninguém, pois eles eram muito bons para deixarem aquilo acontecer, mas, em um momento de distração, Jason olhou para mim, e acabou sendo acertado no pé por uma bola bem baixa, impossível de desviar.

Instantaneamente Justin começou a comemorar. Algo que beirava uma criança de cinco anos ganhando sua primeira bicicleta. Todo o seu time comemorou.

- Não grite vitória antes do tempo, Justin. - disse num tom forte, com o olhar baixo voltado para o campo. Justin me olhou e por um momento ele ficou calado. Já no começou a rir.

- Então você quer tentar jogar, nesse estado? - após terminar sua pergunta irônica, Justin riu junto com os outros. Sem dar respostas, eu apenas me levantei e com um pouco de dificuldade me arrastei até o campo.

- Vamos lá. - disse meio que em sussurro, enquanto me abaixava para pegar a bola que estava parada em meus pés.

Com um pouco de dificuldade me ergui novamente. Ignorando a estratégia de jogar a bola assim que estivesse com ela nas mãos, pressionei-a com um pouco de força na minha barriga, enquanto respirava fundo. Fechei os olhos por alguns segundos me concentrando em esquecer a dor e captar o máximo de força que eu conseguisse. Após este ato, abri meus olhos novamente e afastei meu braço direito que segurava a bola para o lado, então pegando impulso, a lancei no campo adversário. Por incrível que pareça, a dor me deixou mais forte e mais determinada, assim conseguindo acertar Chaz de raspão no seu braço esquerdo.

Agora éramos apenas eu e o Bieber. 

Ele observou seu amigo sair do campo com uma expressão um pouco chocada, mas não parecia abalado. Seus olhos deslisaram para o lado até encontrarem os meus, e sua boca adquiriu um sorriso maléfico. Sabia o que aquilo queria dizer. Se ele quer um desafio, é isso que vai ter.

Sem pronunciar nada, peguei a bola novamente e lancei-a com toda força em sua direção. Justin apenas deu um passo e observou a bola passar enquanto ria, como se fosse a jogada mais insignificante que já vira. O fato é que, com apenas duas pessoas em campo, o jogo fica muito mais difícil, isso é evidente. Se aquela bola tivesse acertado alguém, com certeza faria um grande estrago.

O jogo passou assim, bolas fortes sendo lançadas mas facilmente desviadas. O jogo estava tão entediante que estava quase para desistir. Não mesmo. Nunca daria esse gostinho ao Justin. Mas perceba como a situação estava crítica. 


Em certo ponto do jogo, enquanto Justin corria para a ponta do campo atrás de uma bola que eu joguei, me dei ao luxo de desviar a atenção do jogo por um momento. Olhei paras as pessoas no banco, tão entediadas quanto nós, e Susan entretida com alguns papeis. Continuei seguindo meu olhar, até que deparei com alguma coisa se movendo atrás de uma grande árvore que ficava no final do campo, bem próximo de onde Justin estava. Por um momento, achei que era alguma besteira da minha cabeça, mas aí apareceu de novo. Eu pude ver claramente um rosto completamente pálido, com olheiras muito escuras e lábios avermelhados. Alguns segundos depois, "aquilo" voltou para de trás da árvore, e pareceu ter desaparecido. Um choque elétrico percorreu meu corpo e senti minha garganta secar. Senti uma instantânea vontade de correr, me esconder, mas antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, senti um objeto em alta velocidade atingindo a lateral do meu rosto. Uma bola.

- Eu venci. - Justin pronunciou, tão confiante como se já soubesse disso.

Foi tudo muito rápido. Aquela coisa na árvore, a bolada... Meu cérebro não conseguia processar tudo ao mesmo tempo, então apenas fiquei parada, enquanto olhava sem expressão para Justin e sua equipe comemorando a vitória, nem mesmo dando conta da dor que deveria estar sentindo por levar uma bolada tão forte quanto aquela no rosto. Mais tarde teria tempo para sentir ela, com certeza. As pessoas da minha equipe saiam aos poucos do campo, frustradas e reclamando de terem esperado todo esse tempo para perderem, enquanto Susan cumprimentava a equipe campeã. 

Foi então que eu vi.

Continua.

Não, isso realmente não é uma alucinação. Postei um novo capítulo de Chosen de verdade, acreditem. 
Bem, sei que vou ser bombardeada por comentários da maioria de vocês me criticando pela demora, e que a minoria vai estar feliz de verdade com a volta da fanfic, mas eu acho que o fato que está de volta é que deveria importar. Leio fanfics que demoram um ano para atualizarem um único capítulo, e quando eu postava uma vez na semana, reclamavam. Bem, o motivo da fic ter entrado em hiatus é bem simples: não estava afim de postar. Não estava satisfeita com o resultado, com os comentários, e simplesmente me faltou vontade. Não vou ficar dando milhares de desculpas como outras autoras sempre fazem, foi exatamente isso que aconteceu. Claro, somado ao fato que tinha que estudar para as provas do finais de semestre, afinal, sou uma adolescente como todas vocês. Mas enfim, o que importa é que estamos de volta, e espero que isso também seja o que importe pra vocês, por favor não me irritem com muitas criticas porque não estou no meu melhor humor ultimamente, obrigada.
Mas voltando a ser a Gio fofa de sempre (ou não rsrs) espero que curtam o capítulo, ficará mais interessante no próximo, beeem mais interessante... Podem aguardar por um acontecimento muito importante para a relação do Justin e da Spencer hahaha! Deixei vocês curiosas? Comentem muito e eu prometo postar o próximo capítulo mais rápido possível, não repetirei essa demora. 

Perguntas na ask, e não se esqueçam de curtir a página do blog no facebook!

Gio Xx

32 comentários:

  1. é vc demoro + o q importa é q vc posto + podia postar logo é q eu to curiosa pra saber o q ela vil e se eu fiquei com medo da quela coisa la q ela vil SIM ou CLARO? e se eu to com medo ainda e talvez nem durma direito? magina logico q nao kkkkkkkkkk brincadeira kkkkkkkkk bjs tava legal + o jogo ja tava chato de mais putz bjs :*:* :*

    ResponderExcluir
  2. Aaaaaah Gio ta perfeita a IB, e continua logo por favor pq eu to MUITO curiosa O.O bieberkiss :*

    ResponderExcluir
  3. Quem era a garota da árvore? Continua, esta perfeito.

    ResponderExcluir
  4. Deixei um selinho pra vc aki *-* -->> http://justinbieber-reidoswag.blogspot.com.br/2013/08/mais-um-selinho-aaawwn-thanks.html

    ResponderExcluir
  5. Não poderia esperar menos de você, né Gio ? Curiosíssima pra ler o próximo capitulo ! Os sentimentos do Jason me deixam confusa, kra :x E agora sim a fic vai começar ahsuashuashu' XOXO.

    ResponderExcluir
  6. AAAAHH ta muito perfeito *-------* ,to louca pra ver eles dois juntos manno rs >< continuaaa pleasee?

    ResponderExcluir
  7. ai cara eu to muito curiosa! HAUHAUHAHU adoro quando os personagens principais nao se gostam, pra depois se gostar. Gio, ignore as criticas porque eu sei oque vc passou. Tem momentos q vc quer dizer foda se pra todo mundo, entao rlx que eu te endendo. KKKKK mano qq a spencer ta vendo? um fantasma? eu ein. De vez em quando eu entrava aqui só pra ler a sua IB haha. To adorando, serio. Enfim, continua? BEIJOOS

    ResponderExcluir
  8. Valeu muito a pena esperar pois este cap esta muuuito perfeito

    ResponderExcluir
  9. Eu entendo vc Gio quando a gente não tem tempo e fica com muita coisa pra fazer e tem pressão em cima não dá vontade de fazer nada mesmo, mas ainda bem que vc voltou. Cara o que era aquilo atrás da árvore ? E Justin e Spencer em suas conpetições internas. Continua logo anjo, Bjs

    ResponderExcluir
  10. vc voltoooou!!!! ainda bem, já estava morrendo de saudades dessa fic, continua logoooo por favor ?? essa ib esta perfeita, me deixando cada vez mais curiosa.
    como vc disse muitos vão reclamar da sua demora, eu deveria fazer isso tbm já que a sua fic é muito boa, mas eu te entendo, só espero que termine de postar essa fic. bjs, continua!!!

    ResponderExcluir
  11. concordo com vc pq eu tbm leio IBs que a autora demora meses pra postar , CONTINUAA

    ResponderExcluir
  12. http://ourlovekidrauhl.blogspot.com.br/2013/08/promocao-escola-samuel.html Gente esse é o 1º capitulo da minha IB e da minha amiga plz leiam :D Obrigado :D:D

    ResponderExcluir
  13. EU amei é como posso descrever? é muito criativo!!!


    http://imaginebelieberthedreams.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. que perfeita continua eu amo a sua IB nunca li uma tão boa como a su vc consegui me deixar curiosa posta logo PLS

    ResponderExcluir
  15. peeerfeito , continua amor , n demora tnt qto da primeira vez , kra vc escreve mt mt mt mt bem <3

    ResponderExcluir
  16. continua , pelo amor de deus eu te peço

    ResponderExcluir
  17. posta logoo, por favooor, ta muito bom !!

    ResponderExcluir
  18. Continua por favor, ta muito perfeito, por favor !

    ResponderExcluir
  19. CONTINUA POR FAVOR, TA MUITO LINDO, EU ADOREI, POR FAOR, NÃO DEMORA MUITO NÃO, POR FAVOOR GATAAA

    ResponderExcluir
  20. Continua, ta muito boa, parabéns ^^

    ResponderExcluir
  21. continua, ta perfeita de mais, tô adorando *-------*

    ResponderExcluir
  22. você ta demorando muito pra postar, posta logo, por favooor !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    <3 <3 :$

    ResponderExcluir
  23. Pleeease continua a fic tá perfeita ♥bjoos

    ResponderExcluir