21 de abr de 2013

Chosen • capitulo 2 • adaptando


As batidas continuas na porta de meu quarto não me permitiam ignorar o ser furioso que mais cedo me derrubara, e um pouco depois me acordara de um bom sono. Após 5 minutos ininterruptos de batidas frenéticas, fui forçada a deixá-lo entrar. Tinha que admitir sua tenacidade.

Seu vulto veloz não me deixou assimilar direito a situação, e de repente já o via postado ao lado de minha cama, com uma expressão fechada. Podia perceber linhas de expressões raivosas formadas em sua testa, e seu olhar antes tão encantador, tomado por chamas. Ele estava realmente irritado.

- O que você quer? - falei tentando não olhar diretamente em seus olhos.

- Quero que me escute. Olha garota, não sei quem você pensa que é para nos interromper daquela maneira, mas da próxima vez...

- Eu sou Spencer Hammings, e realmente não me importo com o que pode me acontecer se interromper suas preliminares novamente, tudo o que quero no momento é paz. Pode por favor, sair do meu quarto? - apontei com o indicador em direção à porta com firmeza, mas ele não moveu um músculo. O observei inspirar profundamente, provavelmente travando uma batalha interna para não me atacar neste exato momento. Quase soltei uma risada nasalada.

- E eu sou Justin Drew Bieber, e não irei sair do seu quarto até deixar algumas coisas bem claras. Primeiro: eu mando aqui. Você não pode se meter comigo nem com meus amigos, a não ser que queira se dar mal. Como você é novata, vou aliviar sua barra, mas só dessa vez. Segundo: Bem, você até que é bem gostosa quando fica calada desse jeito, talvez você possa se juntar oficialmente a nós em alguns anos. Estamos na porta ao lado. 

O tal Bieber piscou para mim antes de virar-se e dirigir-se à porta. Sem ter tempo para pensar duas vezes, segui-o sentindo uma lâmpada acender em minha mente. Levei minhas mãos aos seus ombros e trouxe meus lábios até bem perto de seu ouvido esquerdo, ficando na ponta dos pés.

- Eu quero me juntar à vocês. - ditei todas silabas quase em um sussurro, roçando meus lábios em sua orelha a cada palavra.

Ele virou-se em minha direção, com o sorriso mais maldoso estampado em seus lábios rosados. Sua mão segurou minha cintura e aos poucos desceu até meus glúteos, e antes que pudesse apertá-los, soltei uma alta gargalhada e levei meu joelho direito em direção de suas partes baixas.

- Você não manda em merda nenhuma, agora saia do meu quarto, já!

O empurrei com a ponta dos dedos até o corredor, e com um leve empurrão nas costas, ele foi ao chão. Direcionei-lhe um ultimo olhar antes bater a porta.

- Acho que é você que não deve se meter comigo, gatinho.


• • •

Aproximadamente 3 minutos depois do "incidente", os gemidos e sons de dor finalmente cessaram, então soube que Justin finalmente havia ido embora. Tentei manter minha cabeça ocupada indo desfazer minhas malas, mas seu nome e seu rosto não me saiam da cabeça. Uma mistura de sentimentos corria dentro de mim, mas não conseguia diferenciá-los. Com certeza havia ódio ali, raiva e nojo também, mas ainda um pouco de atração física, quem sabe um pouco de desejo. Tentei não buscá-los afundo, e finalmente cheguei a conclusão que definitivamente não deveria falar mais com ele. Não deveria dar corda para suas brincadeiras, esquecer da sua existência, isso seria melhor para ambos.

Fui tirada de meus devaneios quando ouvi a porta de meu quarto sendo aberta bruscamente, sem nenhum aviso prévio. Lá estava Susan postada em meu quarto com um garoto de mais ou menos a minha idade ao seu lado.

- Apenas vim deixá-lo aqui. Spencer, esse é Jason Sanders, será seu novo companheiro de quarto. Nada de confusões, ficarem acordados até altas horas, e muito menos intimidades; romances são proibidos por aqui. - ela lançou um último olhar severo para cada um de nós e atravessou a porta - Comportem-se.

O barulho estrondoso da porta fechando-se pairou por alguns segundos sobre o silêncio funerário que se instalou após a saída de Susan. Jason me encarava sem restrições sem pronunciar uma palavra, e eu fazia o mesmo.

Jason Sanders era provavelmente um ou dois anos mais velho que eu, possuía cabelos pretos bem escuros, uma pele extremamente branca e olhos azuis radiantes. Seus globos oculares cristalinos completamente se destacavam em meio toda sua palidez, tomando toda atenção para si. Perdi alguns longos segundos os fitando intensamente, depois então descendo por suas covinhas, e subir novamente aos seus cabelos. Tinha-os bem aparados em um belo penteado, com alguns de seus fios extremamente escuros escorrendo pela testa. Todas as tonalidades de seu corpo eram extremas. Do branco em sua pele aos tons azuis de seus olhos, que o fazia parecer um daqueles príncipes encantados da Disney, que certamente não deviam estar em um reformatório penitenciário. Era o que pensava quando fui tirada de meus devaneios quando finalmente sua voz meio rouca quebrou o silêncio.

- Você é nova por aqui?

- Sou

- Ah, por isso nunca te vi por aqui - disse dando de ombros.

- Você também não é calouro?

- Não, morava no quarto ao lado, mas Susan me mudou após alguns, digamos, desentendimentos com meu "colega de quarto" -  ele frisou as últimas palavras com os dedos, e revirou seus olhos azuis brilhantes.

- O tal Justin? - chutei quase certa da resposta.

- Ele mesmo - Jason confirmou - Se puder evitar falar nele, eu agradeço.

- O mesmo por mim. 

Rimos um pouco e olhei para o chão, sentindo-me subitamente tímida com seu belo sorriso em minha direção.

- Vocês não se dão bem? - perguntei curiosa.

- Ódio é apenas apelido para o nosso sentimento mutuo. Nossa rixa vem de anos, desde antes desse lugar, é uma longa história.

- Ótimo saber que não sou a única que não quer fazer parte do "seu grupo". Ele é apenas um ninfomaníaco que acha que pode mandar em tudo.

- Incrível como em tão pouco tempo você já pode descrevê-lo tão perfeitamente!

Rimo-nos novamente e ficamos um tempo conversando sobre o quanto odiávamos o Justin. Ele pôs suas malas em cima da cama, e sentou na ponta da minha. Após um tempo, não falávamos mais sobre o Justin; havia se tornado algo mais pessoal, o que me incomodava um pouco.

- Como você veio parar aqui? Quer dizer... Você me parece uma garota boa garota, não daquelas que se metem em encrenca. - ri leve do jeito que ele se enrolou tentando explicar a primeira frase.

- As aparências enganam. Não ligo para as regras, na verdade, prefiro aproveitar minha vida, como se nada importasse, então acabei vindo para cá. Acumulo de avisos e punições. - dei de ombros, tentando parecer despreocupada. 

Preferi ocultar o que me levou a ser assim, antes de tudo isso, toda a minha verdadeira história de vida. É algo que prefiro e sempre preferi guardar para mim, e que não pretendo compartilhar com ninguém. Sempre é difícil relembrar de tudo, faz sentir-me fraca e vulnerável, sentimentos que sempre abominei. A última coisa que quero aqui é que sintam pena de mim. 

- É, eu sei bem como é isso. Mas passa rápido, você vai ver. - ele levou sua mão até a minha que estava descansada sobre a cama, e afagou-a brevemente. Percebi que confortar alguém não era seu forte, mas ele conseguiu me arrancar um sorriso sincero com a demonstração de afeto.

- E você, como veio parar aqui?

- Eu traficava drogas e eles me pegaram. - ele disse, simplesmente.

- Certo... E você ainda consegue usar aqui? 

Apesar de ser uma das poucas coisas que nunca havia tentado, e que realmente não sentia muita vontade, fiquei um pouco tentada. Quem sabe alguns entorpecentes me ajudariam a superar isso tudo com maior facilidade...

- O que? Eu não uso drogas! Apenas vendo; nunca cairia nessa armadilha.

- Sínico você, eihn?! 

Rimos com mais sinceridade do que nas outras vezes, e me agradeci por não ter pronunciado meu pensamento em voz alta; com certeza estaria vermelha agora. Jason começou a me contar sobre suas estratégias de vendas ilegais, e sobre como, mesmo que preso aqui, ainda conseguia comandar sua gangue e traficar para o Canadá com facilidade. E assim foram-se horas e horas, conversando como se fossemos velhos amigos...

• • •

- Spencer?

Uma voz rouca e já conhecida me acordou, enquanto dedos delicados deslisavam por minha face, despertando-me de uma maneira extremamente cuidadosa. Era algo mais para o lado carinhoso, não a delicadeza de alguém que acha que está prestes à ativar uma bomba nuclear. Abri um sorriso sincero e automático ao abrir meus olhos sonolentos e deparar com a imagem de Jason sentado ao meu lado, com seu rosto inclinado em minha direção. Sentei-me preguiçosamente, voltando a mesma posição de ontem a noite. Por um momento achei havíamos dormido na mesma cama, mas ao observar o quarto percebi que sua cama estava com os lençóis revirados. Senti uma estranha sensação de alívio, também por saber que ele não era do tipo aproveitador, como acho que Justin provavelmente seria. Balancei minha cabeça tentando afastar o pensamento dele ainda tão cedo da manhã, voltando minha atenção à Jason, ainda sorridente ao meu lado.

- Bom dia - me esforcei para conseguir devolver-lhe o sorriso radiante, já que não era do meu fetio, muito menos após acordar.

- Vamos nos atrasar, sabia?! - ele disse, quebrando o feitiço após passarmos um tempo nos encarando, então começamos a rir por nada.

- Não me importo - disse descontraidamente, me dirigindo até o armário para escolher algo para vestir. Todas as roupas estavam jogadas sobre os cabides e completamente bagunçadas, mas não ligava, também era assim que as deixava na casa de Lucy. Novamente afastei o pensamento de pessoas indesejáveis balançando a cabeça negativamente. Optei por uma calça de lavagem escura e justa, juntamente com um moletom preto de lã, já que andava bastante frio ultimamente. Não era nada de mais, mas me sentia confortável, e é apenas isso que importava. Caminhei até o banheiro com o necessário para me trocar lá por baixo do braço. - Nada de espiar, ok?!

- Relaxa, não sou tão safado assim. - Jason começou com sua risada gostosa, me levando junto com ele, e então me tranquei no banheiro.

• • •

O resto da minha manhã poderia ser descrita com uma única palavra: tédio.

Após ter que passar pelo escritório de Susan para pegar o material de estudo, Jason me levou até onde seria nossa sala. Era um pequeno prédio de um único andar, localizado entre a sede do reformatório e a floresta. Era possível alcançar-lo em poucos minutos, e por um momento me senti um pouco feliz por poder sair pelo menos uma vez no dia daquele confinamento. Apesar do clima não completamente agradável, era bom poder respirar um pouco de ar fresco, sentir o vento contra o rosto, esvoaçando meus cabelos, me transmitindo um breve sentimento de paz.

A diferença entre as salas e o ar livre eram impactantes. Carteiras velhas com madeiras desgastadas, tinturas da parede desbotadas e descascadas, o quadro negro já bastante usado, que apresentava várias manchas... Além dos outros 43 alunos que ocupavam o pequeno espaço. Não havia espaço nem para uma única cadeira ou pessoa, mas ninguém parecia ligar para isso. Na verdade, ninguém ali ligava para nada. As 4 horas seguidas de aulas foram resumidas em conversas, pedidos de atenção, e muita música, por minha parte. Apenas sentei-me na cadeira mais distante, coloquei o capuz da blusa por baixo do suéter escondendo estrategicamente os fones de ouvido, e fingi prestar atenção, olhando apenas para um ponto fixo da lousa. Deve ser por isso que fora a única cumprimentada pelo velho professor barrigudo de calças largas, que eu não havia decorado sequer o nome. Ele dera a metade das aulas, e após o curto intervalo de 5 minutos na própria sala, outro professor assumia seu lugar. No caso era uma professora, bem bonita, por sinal. Apesar de seu perceptível cabelo louro de salão, possuía um corpo bem conservado, e olhos castanhos bonitos. Estava na casa dos 30 e muitos, mas era tratada por seus alunos masculinos como alguém com idade para receber cantadas. Obviamente, ela as ignorava, com exceção das que vinham de um único aluno, bem previsível. Apesar de todos os olhares, o único que tinha sua atenção era Justin Bieber, com quem flertava na frente de todos. Ele, é claro, dava corda para isso. Esses dois com certeza, já haviam se pegado várias vezes. Fui obrigada a revirar os olhos para os dois pelo menos três vezes em todas as suas duas aulas. 

Apesar de tudo, as aulas não demoraram muito a passar, mas mesmo assim, estava completamente exausta, e ao chegar finalmente no quarto, simplesmente capotei.

Provavelmente se soubesse do resto da tarde e dos outros dias que teria, continuaria ali, deitada para sempre.


• • •

Hey folks! How you doing?

Pulando o bla bla blá, só queria me desculpar pelo atraso da fic. Queria que todos, os que entram muito e pouco no blog vissem, o primeiro capítulo, já que o blog estava meio parado e pans. Tinha planos para postar segunda passada, mas novamente, resolvi editar o capítulo, e acabei o reescrevendo! Podem ter certeza, a espera valeu a pena! Já tinha escrito-o há muito tempo, e minhas habilidades com escritas não eram boas, e estava horrível! Mas agora até que ficou legal, eu acho. Isso vocês que têm que dizer! O que acharam? Vamos lá, digam!

E mais: cara! Vocês! Suas fofas! Queria dar um obrigada e um abraço virtual em todas as fofas que comentaram no capítulo passado! Queria mandar um obrigada especial para umas leitoras que quase me fizeram chorar com os comentários, mas acho que iria ser chato com as outras, porque todas são especiais, então... Com o tempo, vocês saberão que são especiais ok? Ps: Respondi alguns dos comentários do capítulo passado, se quiserem ver é só dar uma olhadinha lá ok?! Tentei responder o máximo possível! 


Então, estou muito feliz com o resultado da fic, que a maioria curtiu e tal, então só queria pedir o apoio e paciência de vocês! Próximo capítulo não irá demorar tanto, prometo! 

Ah, e por favor, não tenham medo de interagir comigo nas redes sociais, principalmente no twitter e ask! Curtam a página do blog no face. (clica)

Gio Xx

twitter: @justmyjb
ask: justmyjb
insta: giosdg
tumblr: collapsin-g

32 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Coooooontinua. *uuuu* ' <3<3 Você escreve muito bem. #Gionática.

    ResponderExcluir
  3. Cooooooooontiinua loogo amr tá muito perfeito cara eu to amando.

    ResponderExcluir
  4. AMEIIIIII CONTINUA E POSTA SEI LÁ UNS 20 CAPÍTULOS DE UMA VEZ PARA MATAR MINHA CURIOSIDADE KKK..HÁ E VC ESCREVE MUITO BEM.. PARABÉNS!!! :)))

    ResponderExcluir
  5. Continuaaaaaa prfvv

    ResponderExcluir
  6. quero so ver uma briga entre jason e justin huehue continua

    ResponderExcluir
  7. perfeito, valeu a pena esperar, o capitulo ficou de mais! continua! bjs.

    ResponderExcluir
  8. Aêe sua diva do blog mais diva! vc e seu blog e diva divamente divando!!! hahahahahahaha sua perfeita! a espera valeu a pena mesmo! sua IB é tão emocionante! vc realmente coloca sentimentos nas palavras! vai lá e siga em frente sua lindaaaa ! *--------------------*

    ResponderExcluir
  9. MDS ! Vale MUITO a pena esperar por mais um capitulo dessa fic ! Ela é totalmente surpreendente e diferente. O contexto, a parencia e a gramatica é perfeitamente perfeita. Isso chama muito a atenção do leitor. Espero que coisas inusitadas acontecam no proximo capitulo. Amei ! Beijos s2

    ResponderExcluir
  10. OMB ta perfeito Gio >< anciosa pro proximo capitulo !!

    ResponderExcluir
  11. Ótimo continue por favor!

    ResponderExcluir
  12. *--* JUSTIN ISTRUPADOOOOOOR COMENDO AS FESSORAAS ASHSAUHHUASHUASUHSA' Continua a fic ta demaaais õ//

    ResponderExcluir
  13. AAAh ta ficando muito legal ;;P
    Continue por favor =DD
    BJus ;*

    ResponderExcluir
  14. continua isso logo véi ! tá divo de mais , awnnn posso pedir algo ? que você coloque as fotos de como vc imagina os personagens ? adoro isso , mas enfim bleza se não quiser (: mil beijos pra ti sua divonaa *.*

    ResponderExcluir
  15. Posta logoo, estou ansiosa meesmo hishis'

    ResponderExcluir
  16. Perfeito, amei. Continua

    ResponderExcluir
  17. já pode continuar viu cat.. me viciei logo no começo! kkkk *-*

    ResponderExcluir
  18. esse é o tipo de fic que gosto, bad people hahahahhahaha tá ótima e to amando demais, to ansiosa pro próximo capitulo

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. ta otimo vc sabe como colocar emoçoes nas palavras'
    vale apena esperar o proximo continuaa taah bjiin'

    ResponderExcluir
  21. ahahahahah CONTINUAAAAAAAAAAAAAAA BEM ?
    TA DEMORANDO MUITO, NAO FAÇA ISSO:( TA QUERENDO ME MATAR ???
    MAIS ELA TA MUITO FODA SERIO :D
    BJS

    ResponderExcluir
  22. Agora eu to calma. Pode desconsiderar aquele meu comentário lindo se quiser e tal '-' acho que eu estava um pouquinho irritada, mas só um pouquinho. Não, pera... excluí rçrç.
    Estou em semana de provas ¬¬ aff', essa é a semana que eu mais odeio a escola ¬¬' muito cu isso, muito cu. Masok, bora lá pq não estou com tempo -n ter tempo é triste, e ponto continuativo. Até pq tá de tarde e tenho q dormir/e comentar, ponto final. -
    Jason Sanders + Spencer Hammings + mesmo quarto= altas putarias ksapskaop slá, a menos que ele seja gay, ou tenha namorada, ou ela não queira. (ou talvez outras mil possibilidades '-')
    "eu queria mandar um abraço especial para algumas leitoras, principalmente, pode ter certeza que você é uma delas! Na verdade, foi por causa de você que adicionei aqui! " Esse foi o momento em que meu coração parou -nem exagero-. Me senti, cara! Me senti muito apdodks!!!1! MAI GOD 'O' Já leu todos os livros de fallen? *----* Então continue se inspirando nesse tipo de séries e livros pq são todos divos u.u
    "- Acho que é você que não deve se meter comigo, gatinho." Maldade isso velho ashsahuhsahsuah '-'se'-'liga'-'no'-'gatinho'-' kkkkkkkk
    "Rimo-nos novamente e ficamos um tempo conversando sobre o quanto odiávamos o Justin. " Oh, que vida cruel! Como esse anjo >>nada safado<< da fic pode ser odiado? -sentiu o sarcasmo? apodsk-
    Estou precisando imediatamente da continuação. Mas eu só acho!!!1! >>e tbm to precisando de um milagre na escola, to me fodendo legal em história e química kk já até vi que quando meu boletim chegar vou chorar lágrimas molhadas<<. BEM, CONTINUE OK? OK

    BieberKiss

    ResponderExcluir
  23. ta demorando muito pra postar, vai acabar perdendo leitoras

    ResponderExcluir
  24. Comentando de novo hishis' sei como é pressão com tanta gente pedindo pra postar, e as vezes pode esta sem tempo, mas eu to aqui encarecidamente pedindo POSTA POR FAVOR, TA MUITO LEGAL, MANEIRA, PERFEITA, UMA DAS MELHORES, mesmo sendo o começo ainda hishis', CONTINUUAA BELIEBER *------------*
    Beijos :* ^^

    ResponderExcluir