27 de dez de 2012

2 Broke Girls - Part. 6


- Acorda, dorminhoca. - escutei a voz de Justin. Ele começou a dar beijinhos no meu rosto, e entao eu abri os olhos.
- Justin! - segurei seu rosto enquanto ele dava um sorriso cansado - COMO eu vim parar aqui? - perguntei já sabendo a resposta.
- Você me esperou ontem até tarde e acabou adormecendo. Eu te trouxe para cá.
- E o seu projeto? Eu prometi que ia te ajudar, por que não me acordou? - perguntei passando os polegares por suas olheiras profundas.
- Você tava muito bonitinha dormindo.
- O quê?! E você trabalhou o dia inteiro e a noite inteira. Agora vou ficar com a consciência pesada, obrigada. - disse eu emburrada e ele riu. Me sentei na cama. - O que você comeu?
- Hmm... nada.
- Não me diga que andou sobrevivendo de café de novo, Justin Bieber. - cerrei os olhos.
- Assim você está parecendo a minha mãe. Eu precisava ficar acordado. Agora levanta que eu já fiz o café da manhã, preciso ir na faculdade entregar isso e já volto.
- Tudo bem, vou fazer aquela torta que você adora. E quando chegar você vai dormir, ouviu bem? E nada de cafeína! - ele revirou os olhos.
- Tudo bem. Eu tô indo agora, capricha na torta! - disse e me deu um beijo no rosto.

[...]

Como Jus falou, ele não demorou muito. Chegou, comeu e foi dormir  Isso há 4 horas atrás. Ou seja, cozinhei e dei um jeito no apartamento dele (inclusive na bagunça que ele deixou ontem), fui tomar banho e depois arrumei as coisa para o jantar. Quando acabei, fui acordar ele.

- Jus... - falei passando a mão por seu rosto e cabelo.
- Hm - resmungou.
- Acorda, bebêzão. - brinquei. E de repente o telefone começou a tocar, quando fui me levantar ele me agarrou fazendo-me cair na cama, comecei a rir e ele ficava abraçado comigo, com a parte esquerda do rosto encostada nos meus seios. Engraçadinho. - Jus! O telefone tá tocando. Me larga. Vai se arrumar para jantar.
- Aqui tá melhor. - disse com os olhos fechados. Ri e comecei a empurrar - ou tentar - a cabeça dele, quando finalmente consegui - e acredite, não foi fácil - segurei seu rosto com as maos enquanto ele olhava para mim com cara de quem vai aprontar. Socorro.

E então ele começou a fazer cócegas em mim.

[...]

 - Eu achei um apartamento. - falei animada enquanto terminávamos de comer a sobremesa. - Fica perto da faculdade, dá para ir andando, não é muito grande mas... - ele suspirou - o que foi? - perguntei ao ver ele... desanimado?
- Nada... - falou baixo se levantando e levando o parto para a pia.
- Como nada? Justin, eu quero saber? É por causa do apartamento? - ele ficou calado. - Responde, droga! - calado. - Vaia me deixar falando sozinha? Ótimo! Aproveite a torta. - me levantei e peguei meu casaco com raiva. Coloquei-o, peguei minha bolsa e quando me virei...
- Quer saber? É por causa do apartamento mesmo! Para que você quer um?
- Eu já te disse, não vou morar com Brit! Quero sair de lá.
- Você não precisa de um apartamento novo! - falou se aproximando, e eu me irritei mais.
- E o que você quer que eu faça? Eu não vou morar em um quarto de faculdade e... - Já estávamos frente a frente, quando ele me puxou pela cintura e me beijou. Um  beijo simples que não durou muito mas repleto de sentimentos. Encostou a testa na minha com os olhos fechados.
- Mora comigo.
- Jus...
- Você passa mais tempo aqui do que lá. Mora comigo - repetiu. - Não diga que é má ideia, voce adora o apartamento, podemos ir para a faculdade juntos e ir para o trabalho juntos... Eu não me importo de ter você aqui, te deixo até mudar a decoração, mas fica. Quero que você fique pertinho de mim - sorriu me dando um selinho. Sorri junto.
- Qual é a proposta exatamente?
- Hm... apartamento legal, dois quartos, dois banheiros, closet, cozinha, sala... e...
- E...?
- Um namorado lindo e gostoso só para você. - rimos.
- Namorado? Desde quando que eu não estou sabendo?
- Querida, eu te amo, você me ama, nos amamos, moramos juntos, somos um casal... - falou com a voz cheia de ego. - E sem contar que eu não namoro mais a sua irmã, a gente não terminou oficialmente mas não temos nada há meses e pelo que eu sei ela anda saindo com um cara, mas não estou nem aí. Sabe por quê?
- Por quê? - prendi o riso.
- Por que eu tenho você que é mil vezes melhor que ela, em todos os sentidos. - então eu dei um tapa nele.
- Idiota! Eu sei bem que "sentido" você estava pensando.
- Amor, assim você me ofende. Eu falei em TODOS os sentidos, mas nisso também está incluído sua personalidade. Parece a Jamie de "Amizade Colorida". E eu sei o que vai dizer, que eu pareço com o Dylan. Mas está vendo? É por isso que damos certo. Agora só resta você falar um 'sim' bem bonito e pronto. Você vai falar, não é? - perguntou me selando - Hein? - selinho - Vai? - Huh? selinho - Eu. - selinho - Te. - selinho - Amo. - selinho. - Coisa linda.
- Ai! Tá bom! Tá bom! Agora pára, você já tá começando a me babar - ele riu e puxou meu rosto lambendo e mordendo minha bochecha - Qual é! Que nojo, Jus! - comecei a rir - Virou cachorro agora? - ele riu e me puxou para um beijo.
- O melhor de tudo é que agora eu sei que você é só minha.

 Continua...

Recadinho: FIC SENDO REPOSTADA DEVIDO AS DEMORAS OCORRIDAS.

Beijinhos, se cuidem. Amo vocês. 


By: Ally - @itsmykidrauhl

Um comentário:

  1. Oooooowwnnnnt , quue fofos . ;)
    Cooooontiinuua baby .
    #Kisses Da @MyOnlyMineJb

    ResponderExcluir