30 de jul de 2013

Losing Grip - Capítulo 03

O restante do dia foi um desafio pra mim, eu não imaginei que atender mesas pudesse ser tão difícil. Eu quase sempre errava os pedidos e algumas vezes quase derrubei a bandeja em cima dos clientes, não sei como não fui demitida, parece que apesar do meu fracasso como garçonete o gerente tinha até que gostado de mim. Eu estava voltando pro apartamento, o sol estava se pondo, mas ainda não estava escuro, o que me aliviou, odeio pensar em andar sozinha por aí quando está escuro. Assim que entrei no prédio segui em direção ao elevador, eu estava distraída, mas percebi que segundos depois que entrei outra pessoa ocupou o lugar, olhei pro lado pra ver quem era e senti meus olhos se revirarem.

-Você? – eu perguntei incrédula, era o mesmo carinha que esteve na lanchonete mais cedo. Ele apenas me olhou, mas não disse nada. –Isso é algum tipo de piada? Você ta me seguindo ou algo assim? –ele apenas riu. – Ta rindo do que? –ele me deixou extremamente nervosa, de novo.

-Eu moro aqui. –ele disse e voltou a encarar a porta do elevador, de repente eu senti um baque e percebi que ele tinha parado.

-Não, não e não. Isso não pode estar acontecendo. –eu disse e comecei a apertar todos os botões. –Essa lata velha precisa andar, eu não acredito que vou ter que ficar presa aqui. –Eu então olhei pro cara ao meu lado e ele estava estático. –Faz alguma coisa, liga pra alguém.

Mas ele não fez nada,ficou ali parado encarando a porta do elevador, ele demonstrava pânico.

-Ótimo, eu estou presa em um elevador com um idiota arrogante que ainda por cima é claustrofóbico. – eu disse e passei as mãos pelos meus cabelos.

-Quem disse que eu sou claustrofóbico? –ele perguntou me encarando. –Ele falava baixo.

-É claro que é. –eu disse simples. –Olha, eu conhecia uma pessoa assim, eu sei do que eu to falando.

-Será que a gente vai ficar preso aqui por muito tempo? –sua respiração estava pesada. Ele se sentou no chão e ficou me encarando.

-Merda! –eu praguejei. –Olha, só tenta ficar calmo ta legal? Eu vou dar um jeito de tirar a gente daqui. –eu então me sentei ao seu lado e tirei meu celular da bolsa.

-Oi Claire, algum problema? –ouvi a voz de Amber.

-Am, eu preciso que mande, sei lá, os bombeiros até o prédio. Eu to presa no elevador.

-Claro, vou ligar agora. Ta tudo bem aí? –ela perguntou preocupada.

-Ta sim, só vai rápido ta legal? –e então desliguei o celular. Olhei pro lado e o carinha estava calado, ele olhava em volta, como se procurasse uma forma de sair dali. –Sabe, ficar assim não vai ajudar, você precisa se distrair.

-E eu vou me distrair com o que? –ele me olhou.

-Comigo. –eu disse como se fosse obvio e ele me lançou um olhar pervertido. –Não dessa forma seu nojento. Conversa comigo, fica olhando só pra mim, esquece que você ta preso em um elevador. –ele então se virou pra mim e ficou analisando todo o meu rosto.

-E vamos conversar sobre o que? –ele arqueou uma das sobrancelhas.

-Você pode começar me dizendo seu nome.

- Justin. –ele disse e voltou à expressão séria.

-Muito bem, Justin. Qual sua idade? –eu faria mesmo um interrogatório a ele? Sim, pelo visto eu faria. Não sei porque, mas olhar dentro daqueles olhos dourados me dava vontade de saber mais sobre o dono deles.

- Você quer realmente saber isso? –ele revirou os olhos, e eu continuei o encarando, esperando por uma resposta. –Tudo bem, tenho 23. Acho que estou um pouco velho pra você. –ele piscou e me olhou debochado.

-Pra sua informação eu tenho 22 anos. –eu disse irritada.

-Então você não tem 17 anos? –ele perguntou como tivesse descoberto a coisa mais incrível do mundo e voltou a me olhar debochado. –Me desculpe, sua cara de criança me enganou.

-Você é um idiota mesmo. Eu to aqui tentando te ajudar e você fica debochando de mim. –eu disse e mudei de posição, de modo a não ficar mais de frente pra ele.

-Ta legal, me desculpa. –ele passou a mão no cabelo. –Você até que é bonitinha.

Eu o fuzilei com os olhos e ele riu. Minha expressão automaticamente se suavizou, sua risada era incrivelmente sexy, eu o fiquei encarando por um momento e quando ele parou de rir fez o mesmo. Nossos olhares se cruzavam e eu me senti totalmente atraída por ele. Eu saí do transe quando senti novamente um baque, o elevador tinha voltado a subir. Ele parou no meu andar e eu saí às pressas do elevador, fiquei extremamente tímida com toda aquela situação. Eu pude notar que Justin vinha caminhando atrás de mim, ele parou na porta do apartamento 63 e tirou uma chave do bolso, ele entrou e antes de fechar a porta sorriu e disse.

-Boa noite, vizinha.

Depois de sacudir a cabeça algumas vezes, eu entrei no apartamento. Como é possível uma pessoa te deixar nervosa, em todos os sentidos que essa palavra possui? Justin tinha conseguido me causar raiva e uma vontade louca de beijá-lo em menos de um minuto. E pra piorar a situação ele estava a um corredor de distancia. Tomei um banho na tentativa de tirá-lo da cabeça, depois de colocar pijama, jantei e fiquei vendo TV, senti meus olhos pesarem e adormeci ali mesmo, no sofá.

Acordei no dia seguinte com meu celular tocando, quando olhei no visor senti meus olhos revirarem.

-Agora você lembrou que tem uma filha? –disse seca, assim que atendi.Era minha mãe.

-Claire, como você está? –ela perguntou ignorando a forma como atendi.

-Ah, eu to ótima. Meus pais me expulsaram de casa, eu tive que me mudar pra um apartamento minúsculo 
em um bairro muito estranho e de quebra to trabalhando como garçonete. Minha vida não poderia estar melhor. –sorri cínica, mesmo que ela não pudesse ver.

-Você ainda irá nos agradecer por isso, Claire. –minha mãe disse firme.

-Claro! Pode esperar por isso sentada. Eu nunca vou perdoar o que vocês fizeram comigo. –eu disse também firme. –Mas pode deixar, logo vocês vão ver o quanto estavam enganados ao meu respeito. Eu sei como ser responsável.

-É o que eu mais quero. –minha mãe disse.

-Agora eu preciso ir, eu tenho muitas mesas pra servir. –e então desliguei o celular.

Que forma ótima de começar o dia. Eu estava um pouco atrasada, coloquei uma roupa qualquer e peguei uma maçã, que fui comendo no caminho. Assim que abri a porta encontrei Justin no corredor.

- Mais um dia de plebeia? –ele me olhou debochado.


-Não enche, idiota. –saí dali bufando em direção ao elevador. Parece que todo mundo resolveu encher meu saco hoje. Justin foi pelas escadas, acho que depois do que ocorreu ontem ele não irá usar o elevador tão cedo.

                                                                      ...
Olá lindezas, como vão? Vim postar o capítulo pra vocês porque não gosto de deixar vocês esperando, mas confesso que esperava por mais comentários, se não estiverem gostando me falem que eu paro, numa boa. Mas quem ta gostando comenta, por favor, é muito importante pra mim. Amanhã minhas aulas voltam e eu não sei se vou conseguir postar com tanta frequencia como foi nos últimos dias, mas prometo tentar ao máximo. Vou divulgar alguns blogs hoje, não tive tempo ler mas são pessoas que eu vejo que sempre comentam aqui e merecem, então entrem lá, só clicar aquiaqui e aqui. Espero que tenham gostado e qualquer coisa só mandar no ask aqui

Ps. no próximo capítulo divulgo mais blogs, inclusive o de quem me pediu a mais tempo.

25 comentários:

  1. hahahaha, Não pare com a ib eu estou amando esta perfeita vey plese amei :D
    Cooontinua diva *-*

    ResponderExcluir
  2. Amei, continua você vai escrever todos os dias?
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  3. Ae agr Claire e Justin se "conhecem", mas só dão patada um no outro haha. Vei coitado do Jus e da Claire, ficar preso num elevador é tenso, cara eles moram no mesmo predio e ainda no mesmo corredor e Claire adimitindo que foi atraida por Jus hehe. Continua logo e Bjs

    ResponderExcluir
  4. awn perfeito diva, nem pense em parar de postar, seria un pecado u.u rsrs continua pleaseee

    divulga o meu??
    é one-direction-picture.blogspot.com e
    my-world-immortal.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. NÃO POR FAVOR NÃO PARA KKKKK' amei a história ta mt perfeita.. nn é a primeira que eu acompanho aqui.. mas deve ser a melhor de tooooodas KKKK' NÃO PARA FLOR, CONTINUA LOGO!!
    QUERO VER ESSES DOIS PEGAR FOGO AINDA KKKKKKKKKKKKKKKKK'
    beeeeeeeeeeijos!
    teens-antenadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. continuaaaaaaaaaaa to amando *-*

    ResponderExcluir
  7. esta muito perfeita sua estória... continua pfpfpfpfpf

    ResponderExcluir
  8. Agora sim a coisa vai começar a pegar fogo *-* To até imaginando a loucura que vai rolar entre esses dois hehe

    ResponderExcluir
  9. Continua! Tá perfeita :)

    ResponderExcluir
  10. Ta mara *-* continua rápido por favor :3

    ResponderExcluir
  11. Está peerfeita!!! Continua logooo

    ResponderExcluir
  12. Meu Deus, tô amando !
    Continuaa (:

    ResponderExcluir
  13. Estou amando loucamente, Deus do céu!!! Eu voltei a escrever, pode me ajudar? http://fireawayyyy.blogspot.com.br/ Obrigada! E sempre vou estar acompanhando aqui! <3

    ResponderExcluir
  14. Nao para nao para naoo ta perfect !

    ResponderExcluir
  15. Meu Deus amando muitoooooo
    continuar (:

    ResponderExcluir
  16. Kra to amando... Continua
    E lego house ? É vc q posta ? Ta abandonada ?

    ResponderExcluir
  17. Continuuua
    to gostando muito mesmo dessa ib
    Posta logo, bejoos

    ResponderExcluir
  18. OMBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB EU TINHA AGARRADO ELE ALI MESMO! KAKKAKAKAKA CONTINUA PELO BIEBER AMADO!

    ResponderExcluir
  19. Ainda não tenho perguntas, mas estou com a impressão que essa fic será incrível! Espero calmamente pelo próximo capítulo. MENTIRA, NÃO TO CALMA NÃO! PODE POSTANDO LOGO PQ TO ADORANDO KIRIDINHA.

    BieberKiss

    ResponderExcluir
  20. Amei, posta logo o próximo, please!!!

    ResponderExcluir
  21. Perfeito kra mdss ><

    ResponderExcluir