13 de abr de 2014

Drummer Girl - capítulo 22

- Vamos para o hospital. – Justin me disse. – Pedro pode ficar com a Jazzy, e alguém precisa ficar com a sua mãe. – falou mais baixo a segunda parte, para que Pedro não escutasse.
- Tudo bem. – afirmei.
Fomos então em direção ao hospital. Eu estava cansada dos meus pensamentos repetitivos sobre o futuro, sobre ela. Sentia o nó na minha garganta.
Entramos na sala de visitas e o cheiro me deu náuseas. Alguma coisa em hospitais me dava arrepios, calafrios. Talvez porque ali era geralmente o ponto de partida e de chegada da maioria das pessoas. Nos sentamos lado a lado em um banco. Faltava pouco para o horário de visitas, quando o médico da minha mãe surgiu. Meu coração saltou no peito.
- Família de Sophia? – um cara alto e duas garotas no começo de sua adolescência levantaram a cabeça. O médico respirou audivelmente e disse: - Sinto muito, ela faleceu.  – e então voltou para dentro de alguma sala. Olhei para aquelas pessoas que pareciam tão indefesas, que pareciam entorpecidas. As lágrimas caíram aos poucos, silenciosas. Os três se abraçaram formando um núcleo.
Ouvi soluços e me surpreendi quando percebi que um deles era meu. Eu estava chorando, eu estava sofrendo. Eu não estava pronta para passar por aquilo. Eu ainda era uma garotinha que precisava da sua mãe.
Senti o braço de Justin sobre meu ombro. Enterrei a cabeça no seu ombro e ele passou o outro braço por cima de mim, em um abraço. Odeio que me vejam chorando, então me sentia segura para chorar ali com ele. Quando senti que poderia me controlar, me afastei um pouco e ele me soltou.
Seu olhar sobre mim não era de pena, era de compreensão. Ele se levantou:
- Vou pegar um pouco de água para você. – anunciou.
Ele voltou com um copo plástico na mão e me entregou. Levantei minha mão e percebi que ela estava trêmula. Peguei o copo, mas não consegui beber. Tinha certeza de que iria engasgar com as minhas lágrimas, que embora tivessem parado de escorrer, estavam ali.
- Vamos, Summer. – encorajou-me – Você vai se desidratar se não tomar.
Tomei um gole e ele sentou-se do meu lado de novo.
- Foi tão cruel. – disse num sussurro rouco – Foi tão frio o modo como o médico disse que a mulher tinha morrido. Foi tão... indiferente. Como se a mulher não fosse importante. Ela era importante para aquelas pessoas, mas não para o médico. Então será que ele fez de tudo para salvá-la – questionei baixo, mesmo sabendo que não havia resposta que Justin poderia me dar.
Ele me olhou.  
- Não sei. – respondeu e sua voz era sincera.
- Eu não quero que tratem minha mãe assim nunca. – falei e senti as lágrimas virem de novo.
Justin me envolveu em seus braços novamente. Depois de um tempo as lágrimas pararam de cair e eu me senti vazia por um instante. Me separei de Justin.
Eu passei a mão por meu rosto que eu tinha certeza de que estava vermelho e inchado. Justin passou o polegar na minha bochecha e ali permaneceu com ele.
Seus olhos foram de encontro com os meus, ele me fitava.
Aos poucos Justin se aproximou, deixando seus lábios muito próximos dos meus. Sua boca tomou a minha e ele me beijou, seu ritmo era lento e sua mão que permanecia na minha nuca era cuidadosa. Ele se afastou de mim, abri os olhos.
- Por quê? – sussurrei.
- Para você se lembrar que merece ser amada e que existem outras sensações no mundo diferentes da dor.

Ficamos na sala de espera por um tempo e quando estava perto do horário, fui ao banheiro. No caminho parei para beber água antes, porque por via das dúvidas não queria me permitir chorar. Adentrei o banheiro e me olhei no espelho. Não me surpreendi com a minha aparência. Meu cabelo estava emaranhado parecendo um ninho e meu rosto inchado e de tom avermelhado. Lavei o rosto com água fria e prendi meu cabelo em um rabo de cavalo.
Não sou uma garota que gosta de maquiagem, mas naquele instante foi o que eu mais desejei. Tentei sorrir para mim mesma no espelho, mas soava falso. De qualquer maneira fu para o quarto de minha mãe, e quando passei por Justin ele me deu um sorriso de encorajamento.
Entrei então no recinto e vi o soro ou medicamento ligado à veia da minha mãe.  Tentei focar em seu rosto de aparência cansada.
- Oi, Sun. – ela disse e esboçou um sorriso.
- Oi mãe. – falei e percebi que minha voz soara normal apesar da batida descompassada do meu coração.
Sentei na poltrona perto de sua cama e permaneci em silêncio ponderando o que eu poderia falar que não me fizesse romper em lágrimas.
- Eu vou ficar bem. – minha mãe disse, me surpreendendo. – Agora me dê um abraço que estou com muitas saudades sua.
Aproximei-me mais da cama e a envolvi me um abraço demorado.
- Estou com muita saudade, mãe. – sussurrei ainda no abraço.
- Eu sei, meu amor. E sei que Pedro também está, mas me prometa que você não deixará ele pensar que não estou aqui para cuidar dele. – me afastei um pouco.
- Com certeza.
- Eu quero saber da sua vida.
Meu estômago gelou.
- O mesmo de sempre. – falei. Claro que não era o mesmo de sempre, mas não queria contar-lhe o que aconteceu ali.
Ela revirou os olhos.
- Tudo bem, então eu conto. Hoje Pattie veio me visitar de manhã. – procurei nos registros do meu cérebro. Eu havia contado para Pattie? Como ela sabia? – Ela é uma mulher incrível Summer. Nós conversamos muito sobre assuntos banais e outros nem tanto.  Enquanto eu estiver aqui, combinamos que você e seu irmão fiquem na casa dela.
- Mãe... – ela me interrompeu.
- Sun, eu confio em você. Mas você ainda é uma criança, não é justo que tenha que cuidar de outra criança e conciliar com a escola. Faça o que estou dizendo, por favor.
Assenti com a cabeça.
- Eu te amo, Summer.
- Também te amo. – então ela deu um beijo na minha testa e eu voltei para a sala de visitas.
Fui até Justin que estava prestando atenção na televisão, mas parou quando me viu.
- Como foi lá? – questionou.
- Bem. – sorri. – Talvez as coisas melhorem. E a propósito eu vou ficar na sua casa.
- Estou sabendo. – ele esboçou um sorriso – Minha mãe acabou de me ligar.
Saímos do hospital e me aliviei ao sentir ar puro de novo nos meus pulmões. Estava chovendo então tivemos que correr até o carro. Percebi que Justin colocara a mão em meu ombro enquanto corríamos, mas não liguei.
Entramos no carro e eu liguei o som. Estava tocando uma música pop que era sensação, mas eu não fazia ideia de quem era. Dei as instruções a Justin e chegamos até a minha casa.
- Corrida até a porta de entrada? – desafiei.
Então corremos até lá.
----
Oi! Como vocês estão? Eu estou me sentindo bem e arrisco dizer que estava meio triste esses dias. Fora que estava estudando que nem uma condenada, mas as provas específicas acabaram - agora vou estudar para um teste DE TODAS AS MATÉRIAS. Pelo lado bom tem feriado chegando e quando tiver tempo eu vou tentar escrever mais! Me digam o que acharam desse capítulo e se ficou satisfatório o beijo deles. Muito obrigada pelos 15 comentários, YOU ROCK! 
- 7 comentários?
Respondendo aos comentários: 
Feer: VOCÊ QUE É PFT! Muito obrigada por comentar sempre! 
Michele: E agora, vê um futuro? ;) 
Imagine Belieber: Ahan, sei como é difícil começar do zero. O link eu deixo lá no final. Beijos!
Lu: Ai meu Deus, que saudade! A escola está indo bem, apesar de eu estar estudando muito hehe. Estou bem melhor agora. Sentia muita falta de postar aqui e de escrever, fora que ocorreram coisas na minha vida que estavam me deixando para baixo. Mas tá tudo bem. Beijos, Lu!
Aline: Obrigada por comentar. Eles vão... na hora certa MUAHAHHA. Brincadeira. Beijos!
Janii: Ai, eu amo seus comentários também! Muito obrigada por fazer isso, viu? Fico muito feliz, cantando Happy e tudo kkkk. Eu chamo de Jummer, assim como outras beliebers também. Alguma outra sugestão? Beijos! 
Duda: KKKKKKKKK eu me divirto com seus comentários. Já devo ter dito isso, mas que seja! Agora eles se beijaram, há! O que achou? Beijos Duda! 
Nicolle: KKKKKKK Eu sou péssima com coordenação motora. Eu acho que no caso de Jogos Vorazes seria apenas desesperador, mas eu amo essa trilogia. Já leu Cidade dos Ossos? Nunca vi o filme, mas isso deve ser desesperador também. Ai, também faço isso! Beijos! 
Anônimo: Aqui! :D 
BelieberSwag: Eu não fui porque na minha cidade nem veio KKKK. Mas já superei. Sério, como era o cartão? Como foi? Mas passar tardes estudando valerão a pena- ou a galinha inteira hehe. Agora que fiz esse comentário da galinha inteira percebi que tenho vocação para tia das piadas sem graça. Jura? Eu amo seus comentários!
Carol: Ca, vomitei um arco íris agora. Amei ler seu comentário, espero vê-la de novo nesse capítulo. Eu nunca pensei que alguém pudesse de fato gostar da minha fic, e isso me deixou muito alegre. Muito obrigada! Beijos! 
Anônimo: :D
Julie: que pena que você acha isso :) 
Laura: ;) 
Isabella: Muito obrigada! :D 

Beijos,
Audrey.        

13 comentários:

  1. Ai q showw...to lovando essa IB. Ela é tipo perfeita..só q fazia tanto tempo q vc ñ postava nada sobre ela q demorei um.pouco a reentender a história..mais ta muito show..parabéns diva
    Ass: Miaaá ;)

    ResponderExcluir
  2. AAAAH ,você voltou meu amor que saudadee tu não sabe o quanto eu amo essa fic continua pelo amor ♥ bjus

    ResponderExcluir
  3. AAAAH JUSTIN FOFO *-* a mãe da sun vai melhor né? :c hmmm eles dois na mesma casa ehueheueheu CONTINUA LOGO

    ResponderExcluir
  4. HEY CADE A CONTINUAÇÃO DE CHOSEN???
    ALLY EU MANDEI PERGUNTAS NO SEU ASK... RESPONDA!

    ResponderExcluir
  5. CONTINUA!! Por favor, tá muito perfeito <3

    ResponderExcluir
  6. Está tão perfeito !! Continua rápido pfvr :) / gaby

    ResponderExcluir
  7. Continua, tá perfeito *-* nova leitora aquii ><

    ResponderExcluir
  8. Continuuuuaaaaaaa joveeem '-'
    Cara,sinceramente acho q vc e a Ana tem as MELHORES fics desse blog...geuheuhe sou nova leitora e me apaixonei por DG..É simplizmente PERFEITA JOVEEEEM :3
    Hahahhhaagah continua logo pls
    Bjuus Liiv•

    ResponderExcluir
  9. MENINAA comecei a lrra pouco tempo essa fic, li todos s caps em um dia de tanto que eu amei!!! Continua please e boa sorte nas provas!!

    A proposito, onde voce estuda??
    Bjssss

    ResponderExcluir
  10. agora ja vejo um pouco do futuro neles Audrey :3 ai eu amei ta maravilhoso continue assim q der bjs te amo minha fofa :3

    ResponderExcluir
  11. nossa finalmente esse cap saiu CONTINUAAA

    ResponderExcluir
  12. Continua sua perfeita.Leitora nova aqui,estou amando.Continue sempre assim <3 Amei,parabéns pela fic

    ResponderExcluir